Página Principal > Gastroenterologia > Mesentério: o novo órgão do corpo humano
Reprodução/Divulgação

Mesentério: o novo órgão do corpo humano

O corpo humano, mesmo após anos de pesquisas, continua sendo descoberto. Um estudo realizado durante seis anos na Irlanda considerou o mesentério como o 79º órgão. O que antes era visto como um tecido, na verdade é uma estrutura única, contínua e simples, e não fragmentada, como acreditavam. A conclusão foi de pesquisadores da Universidade de Limerick, que publicaram um artigo no periódico Lancet Gastroenterology & Hepatology.

Apesar de não abranger outras características mesentério, o estudo abre novos caminhos na compreensão de doenças do aparelho digestivo e seus tratamentos. O próximo passo é descobrir as outras funções do agora denominado órgão, que proporciona a ligação da parede do abdômen com o intestino e sustentação.

Veja também: ‘Um novo antibiótico contra infecções intra-abdominais está a caminho!’

Além disso, já era sabido que o órgão permite a irrigação sanguínea e, como muitas doenças que afetam o intestino são decorrentes de problemas relacionados a isso, estudá-las pelo ponto de vista do mesentério pode trazer novas descobertas. A nova classificação pode ainda ajudar a aprimorar técnicas de tratamentos e até mesmo de cirurgias.

Os primeiros resultados da pesquisa foram apresentados em 2012, e, desde então, mais provas foram coletadas para comprovar a tese. Mas os pesquisadores da universidade irlandesa não foram os únicos a considerar a descoberta. A 41ª edição do Gray’s Anatomy, publicada no ano passado, também já classificava o mesentério como um órgão.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Referências:

  • http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/o-que-e-e-onde-fica-o-mesenterio-o-novo-orgao-do-corpo-humano-identificado-por-cientistas.ghtml
  • http://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/cientistas-reconhecem-mesenterio-como-79-orgao-do-corpo-humano-20727371

Comentários

Texto

Deixe uma resposta