Página Principal > Saúde Pública > Febre Amarela: doses da vacina podem ser fracionadas para atender mais pessoas
ampolas de vacinação lado a lado

Febre Amarela: doses da vacina podem ser fracionadas para atender mais pessoas

Com o surto de febre amarela no país, o Ministério da Saúde está estudando fracionar as doses da vacina, segundo reportagem do Bom Dia Rio. O objetivo é alcançar um número maior de pessoas sem ter que aumentar a quantidade, já que as mais de 20 milhões de doses que foram distribuídas para diversas partes do país estão acabando antes do tempo previsto.

Por ser uma doença sem tratamento específico, a prevenção é fundamental e todos que vivem ou estão viajando para áreas de risco devem ser imunizados.

De acordo com dados do Ministério divulgados no último dia 29, já são quase 2 mil notificações de casos suspeitos no Brasil desde dezembro, onde 923 foram descartados e 574 confirmados, estando o restante ainda em investigação. Entre estes, 187 mortes foram confirmadas devido à doença, uma taxa de letalidade de 32,5%.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Entre os casos confirmados, todos vieram de áreas rurais, silvestres ou de matas, atingindo o interior dos estados de Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Pará.

É importante lembrar que a febre amarela incuba por três a sete dias e o quadro inicial pode apresentar febre, prostração, cefaleia e mialgia. Sintomas respiratórios leves e hepatomegalia também podem aparecer. A confirmação diagnóstica pode ser feita por sorologia (IgM/IgG, ELISA) ou por detecção viral em tecido (mais útil nos primeiros dias).




250-BANNER3 Febre Amarela: doses da vacina podem ser fracionadas para atender mais pessoas

Referências:

  • http://g1.globo.com/bemestar/noticia/ministerio-da-saude-estuda-fracionar-doses-da-vacina-da-febre-amarela-para-imunizar-mais-pessoas.ghtml
  • Monitoramento dos casos e óbitos de Febre Amarela no Brasil – Informe 34. Disponível em: http://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2017/marco/31/COES-FEBRE-AMARELA-INFORME-34.pdf
  • http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/leia-mais-o-ministerio/619-secretaria-svs/l1-svs/27300-febre-amarela-informacao-e-orientacao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.