Enfermagem

20 de Maio: Dia Nacional do Técnico de Enfermagem [Mês da Enfermagem]

Tempo de leitura: 2 min.

Dia 12 de maio, como já se sabe, é o dia Internacional do Enfermeiro. Contudo, o que muitas pessoas ainda não sabem é que a classe de enfermagem é composta por Enfermeiros (profissionais de nível superior) e por técnicos e auxiliares de enfermagem (profissionais de nível médio). Enfermeiros e Técnicos compõem a equipe de Enfermagem nos diversos setores de atuação da classe.

Leia também: Trajetória do enfermeiro depois da faculdade — Mês da Enfermagem

Geralmente uma equipe de enfermagem é composta (dependendo do número de leitos hospitalares e do nível de complexidade do paciente) por dois enfermeiros e cinco a oito técnicos de enfermagem. O maior quantitativo numa equipe de enfermagem, portanto, é de técnicos e auxiliares.

Atualmente, o Brasil conta com  aproximadamente 1.440.536 Técnicos e 433.536 Auxiliares de Enfermagem. Juntos, somam mais de 1,8 milhão de profissionais que representam mais de 80% da força de trabalho da Enfermagem.

O dia Nacional do Técnico e Auxiliar de Enfermagem foi instituído a partir da resolução nº 294, de 15 de outubro de 2004, e definido pelo Conselho Federal de Enfermagem (COFEN). No Brasil, o Dia do Técnico em Enfermagem fecha a “Semana da Enfermagem”, que começa em 12 de maio, com a celebração do Dia Internacional da Enfermagem.

De acordo com o DECRETO N 94.406/87 que Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício da Enfermagem, e dá outras providências, compete ao técnico de Enfermagem:

Art. 10 – O Técnico de Enfermagem exerce as atividades auxiliares, de nível médio técnico, atribuídas à equipe de Enfermagem, cabendo-lhe:

I – assistir ao Enfermeiro:

a) no planejamento, programação, orientação e supervisão das atividades de assistência de Enfermagem;

b) na prestação de cuidados diretos de Enfermagem a pacientes em estado grave;

c) na prevenção e controle das doenças transmissíveis em geral em programas de vigilância epidemiológica;

d) na prevenção e controle sistemático da infecção hospitalar;

e) na prevenção e controle sistemático de danos físicos que possam ser causados a pacientes durante a assistência de saúde;

f) na execução dos programas referidos nas letras “”i”” e “”o”” do item II do Art. 8º.

II – executar atividades de assistência de Enfermagem, excetuadas as privativas do Enfermeiro e as referidas no Art. 9º deste Decreto:

III – integrar a equipe de saúde.

A partir da leitura das competências do técnico de Enfermagem, conseguimos compreender claramente que um profissional complementa o outro! Trabalhamos em conjunto determinando a equipe de Enfermagem. E a palavra equipe não está ali à toa. Somos mesmo uma. E precisamos andar juntos. Porque uma classe depende da outra para funcionar e proporcionar a eficácia e efetividade na qualidade da assistência ao paciente!

Parabéns a todos os técnicos e auxiliares de Enfermagem por todo empenho, dedicação e profissionalismo. Particularmente, deixo aqui registrado o meu muito:

Obrigada por todas as vezes que me ajudaram e salvaram meu couro em plantões caóticos e eu ali, sozinha como enfermeira.

Obrigada por se dedicarem aos seus pacientes e sempre realizarem o melhor cuidado, mesmo quando a sobrecarga de trabalho era imensa.

Obrigada por sempre pensarem em seus pacientes antes de pensarem em vocês mesmos.

Obrigada por muitas vezes trabalharem com sorrisos no rosto, mesmo com salários atrasados.

Sempre foi um prazer liderar equipes com profissionais tão dedicados e que fazem a diferença no cuidado. Profissionais estes que, na maioria das vezes, sabem muito mais sobre o paciente e seus cuidados do que qualquer outro profissional presente.

Enfermagem é luta! Enfermagem é amor! Os dois caminham juntos! Viva a Enfermagem. 

Compartilhar
Publicado por
Thalita Neiva Breda Vettori

Posts recentes

Quando pensar em traumatismo por abuso em crianças? (caso clínico)

Como reconhecer um caso de traumatismo por abuso em crianças? No clinical drops, você recebe…

14 horas atrás

WONCA 2022: Congresso abre discussões sobre importância da Medicina da Família em tempos atuais

Acompanhe a cobertura completa do congresso internacional de medicina de família (WONCA 2022) aqui no…

18 horas atrás

O impacto de dez comorbidades na mortalidade por SDRA

Estima-se que a síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) representa 10,4% do total de internações…

18 horas atrás

CDC aprova o uso da vacina Moderna contra covid-19 para crianças de 6 a 17 anos

O CDC aprovou, por unanimidade, o uso da vacina contra covid-19 da Moderna para crianças…

19 horas atrás

Qual o melhor tratamento para a artrite reumatoide? Estudo de vida real compara DMARDs biológicos e sintéticos alvo específicos

Estudo que comparou a efetividade de quatro diferentes bDMARDs e tsDMARDs no tratamento da artrite…

22 horas atrás

Caso raro: em cirurgia inédita no Brasil, médica queima tumor de bebê dentro do útero materno

Em cirurgia inédita no Brasil, um bebê de 29 semanas de gestação passou por um…

23 horas atrás