Reumatologia

Conheça o SLERPI: ferramenta que pode ajudar no diagnóstico do lúpus

Tempo de leitura: 3 min.

O diagnóstico de lúpus eritematoso sistêmico (LES) é um processo complexo, que envolve a análise da probabilidade da doença, em oposição aos diferentes diagnósticos diferenciais possíveis.

Com o objetivo de auxiliar nesse processo, Adamichou et al. desenvolveram uma ferramenta baseada em machine-learning, que incorpora diversos parâmetros clínicos capazes de predizer a probabilidade de LES em um contexto apropriado.

Leia também: Dia Mundial do Lúpus: diagnóstico e tratamento

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Métodos

Foram selecionados aleatoriamente 802 pacientes de uma coorte de derivação, sendo 401 portadores de LES e 401 portadores de outros diagnósticos diferenciais. Para cada paciente, foram extraídos dados demográficos e informações a respeito do seu diagnóstico, incluindo a primeira data da ocorrência de cada um dos itens que fazem parte dos 3 critérios de classificação de LES (ACR 1997, SLICC 2012 e ACR-EULAR 2019).

Após o processo de extração dos dados para a composição da ferramenta, esta foi aplicada em uma coorte de validação com 512 pacientes e 143 controles. Foram ainda avaliadas a sensibilidade, a especificidade, a acurácia e a área sob a curva ROC (AUC-ROC) da nova ferramenta.

O processo de seleção das variáveis e construção do Systemic Lupus Erythematosus Risk Probability Index (SLERPI) é descrito detalhadamente no corpo do texto original.

Resultados

Após várias etapas, o seguinte índice foi apresentado:

Manifestação Escore
Rash malar ou rash maculopapular 3
Lúpus eritematoso cutâneo subagudo ou discoide 2
Alopecia 1,5
Úlceras mucosas 1
Artrite 2
Serosite 1,5
Leucopenia < 4000 (pelo menos uma vez) 1,5
Plaquetopenia ou anemia hemolítica autoimune 4,5
Manifestação neurológica 1,5
Proteinúria >500 mg/24 horas 4,5
FAN positivo 3
C3 e C4 consumidos 2
Alteração imunológico (qualquer um de: anti-dsDNA, anti-Sm, anticorpos antifosfolípides) 2,5
Doença intersticial pulmonar -1
Existe alta probabilidade do diagnóstico de LES se a soma total for >7 (máximo de 30,5 pontos).

 

Sensibilidade: 94,2%.

Especificidade: 94,4%.

Acurácia: 94,2%.

Os autores ainda identificaram que o SLERPI apresenta excelente sensibilidade para detecção de LES precoce (< 24 meses do início) e de doença grave necessitando de terapia imunossupressora:

  • LES precoce: 93,8% (90,3-96,4%);
  • Nefrite lúpica: 97,9% (89,1-99,6%);
  • Manifestações neuropsiquiátricas: 91,8% (82,2-96,5%);
  • Manifestações hematológicas: 96,4% (91,0-98,6%).

Saiba mais: Qual é a relação entre o lúpus e insuficiência cardíaca?

Comentários

Os autores desenvolveram um índice de probabilidade para o diagnóstico de LES, originado a partir dos critérios classificatórios ACR 1997, SLICC 2012 e ACR-EULAR 2019, além de manifestações não incluídas nesses critérios. Nesse primeiro estudo, o SLERPI apresentou excelente sensibilidade, especificidade e acurácia nos diversos cenários testados.

Ainda são necessários novos testes e validação do SLERPI em outras coortes, mas o novo índice parece ser útil no diagnóstico precoce de LES e, dessa forma, pode auxiliar no diagnóstico dessa doença tão complexa.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Adamichou C, Genitsaridi I, Nikolopoulos D, et al. Lupus or not? SLE Risk Probability Index (SLERPI): a simple, clinician-friendly machine learning-based model to assist the diagnosis of systemic lupus erythematosus. Ann Rheum Dis. 2021;80:758-66. doi: 10.1136/annrheumdis-2020-219069
Compartilhar
Publicado por
Gustavo Balbi

Posts recentes

Adaptação cardiovascular na gestação: por que devemos conhecer?

A gestação envolve muitas adaptações. Dentre elas, a adaptação cardiovascular. Por isso, é importante se…

1 hora atrás

Coombs indireto: quando solicitar, como interpretar e como proceder?

Para identificar se a gestante Rh negativa criou anticorpos, é necessário solicitar o exame de…

4 horas atrás

Check-up Semanal: nova diretriz para TPV, probióticos na tolerância à APLV e mais! [podcast]

Check-up Semanal: confira as últimas notícias sobre as novas diretrizes para TPV, o uso de…

16 horas atrás

Atualização no tratamento da hipertensão arterial pulmonar

A hipertensão arterial pulmonar (HAP) era até pouco tempo uma doença com prognóstico sombrio e…

18 horas atrás

Crianças e adolescentes não sofrem lesões ligamentares do tornozelo?

Uma revisão sistemática recentemente buscou determinar a incidência dos diferentes tipos de lesões laterais do…

19 horas atrás

O papel do peptídeo natriurético cerebral na fibrilação atrial

Estudo investigou o efeito do NT-proBNP basal na recorrência de FA após ablação por catéter…

20 horas atrás