Oftalmologia

A ingestão de nutrientes influencia no desenvolvimento da catarata?

Tempo de leitura: 2 min.

A catarata senil é uma das principais causas de cegueira no mundo, afetando cerca de 20 milhões de pessoas. A prevalência aumenta de 2,9% dos 43-54 anos para 40% em maiores de 75 anos. Além da idade, outros fatores associados com a catarata nuclear (a catarata senil mais comum) são tabagismo, estresse oxidativo e a ingestão de antioxidantes na dieta.

Leia também: Cirurgia de catarata aumenta qualidade e quantidade do sono

Sobre relação entre catarata e dieta

Estudos dos efeitos da ingestão de vitamina C, concentração sérica de vitamina C e suplementação de vitamina C na formação da catarata nuclear ainda têm resultados conflitantes. Estudos de caso controle e alguns estudos de coorte encontraram efeitos protetores. Outros não encontraram efeito positivo.

A dieta e suplementação de vitamina E e a concentração sérica de vitamina E também foram inversamente relacionadas à catarata nuclear. Clinical trials que falam sobre a suplementação de vitamica C e E sozinhos ou em combinação também falharam em encontrar um efeito.

A vitamina A foi associada a um risco reduzido de catarata nuclear, assim como a luteína e a zeaxantina. Junto com os fatores epidemiológicos, os fatores genéticos também tem um papel na formação da catarata. Um artigo publicado na Ophthalmology tentou estabelecer a importância relativa dos genes na progressão da catarata nuclear e examinar como a ingestão de micronutrientes e suplementos associada a catarata nuclear afetam a evolução da mesma ao longo de uma década.

Saiba mais: Existe associação entre a aspirina e degeneração macular relacionada à idade (DMRI)?

Acompanhamento

A catarata nuclear foi diagnosticada no primeiro exame em 2.515 gêmeas brancas de 50 a 83 anos. Todas responderam questionários de alimentação no primeiro exame e a cada 2 anos. A catarata nuclear foi medida de forma quantitativa calculando a densidade no centro do núcleo da lente, também chamado central nuclear dip score (NDS).

Sete micronutrientes mostraram associação significativa com o NDS e foram usados nas análises multivariadas: potássio, magnésio, manganês, fósforo, vitamina C, E e folato. Após a regressão multivariada, somente a vitamina C mostrou associação com a progressão da catarata. A ingestão de vitamina C foi associada com risco 19% menor no baseline e com risco 33% menor de progressão da catarata. A ingestão de manganês foi associada a 20% de redução do risco de catarata no exame baseline.

O grupo de suplementos de micronutrientes mostrou associação significativa com o NDS. A ingestão leva a uma redução do risco de 18% no baseline. Não houve relação com progressão. Além disso o estudo encontrou que a progressão da catarata num período de 10 anos em gêmeos é influenciado por fatores genéticos que explicam 35% da variância.

O estudo também identificou a vitamina C como um micronutriente que afetou a progressão da catarata nuclear. Uma concentração significativa de ascorbato (presente na vitamina C) está presente no humor aquoso que banha o cristalino e pode reduzir os produtos de oxidação da lente, reduzindo o estresse oxidativo.

Conclusão

Apesar disso as conclusões de muitos estudos sobre os efeitos do ascorbato na catarata são inconsistentes e conflitantes. Além disso estudos são necessários para entender se a depleção de manganês é causa ou efeito na cataratogênese.

A dieta com ingesta de vitamina C e manganês, ambos os fatores associados ao estresse oxidativo, parecem influenciar no desenvolvimento da catarata e a vitamina C também influencia significativamente a progressão da catarata nuclear.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Ekaterina YD, et al. Genetic and Dietary Factors Influencing the Progression of Nuclear Cataract. 2016.
Compartilhar
Publicado por
Juliana Rosa

Posts recentes

Dor oncológica: estratégias de controle

A dor oncológica pode ser classificada ainda em aguda ou crônica, quanto ao início e…

27 minutos atrás

Surtos de síndrome mão-pé-boca pelo Brasil: como devemos abordar?

Em 26 de novembro, o jornal “O Globo” divulgou três diferentes reportagens relatando surtos de…

1 hora atrás

Quais os agentes etiológicos causam diarreia aguda?

Vírus, bactérias e parasitas podem causar diarreia aguda. Leia mais sobre o assunto neste post…

15 horas atrás

Índice de massa corporal aumentado pode estar associado à neoplasia colorretal precoce

Pesquisadores conduziram estudo de revisão sistemática com metanálise para avaliar a associação do IMC com…

18 horas atrás

Aspirina em dose baixa como prevenção primária de desfechos adversos em gestações gemelares

Devemos prescrever aspirina só para as pacientes com alterações na ultrassom ou para todas as…

19 horas atrás

Acondroplasia: integralidade nos cuidados à saúde e acessibilidade social

A acondroplasia (AC) é considerada uma das mais frequentes osteocondrodisplasias (displasia esquelética – DE) entre os…

20 horas atrás