Pediatria

AAP 2021: impacto da etnia e dos determinantes sociais durante a pandemia na atenção primária pediátrica

Tempo de leitura: 3 min.

A presença de desigualdades e sua relação direta com a saúde sempre fez parte da nossa sociedade, de forma global, atingindo de forma mais grave populações de países subdesenvolvidos e/ou em desenvolvimento. Durante a pandemia da Covid-19, houve um aumento expressivo das inequidades já presentes e o surgimento de novos desafios resultantes dessas desigualdades, em diversos países, como presenciamos no Brasil.

Diversos obstáculos foram e estão sendo enfrentados pela sociedade, e cada país tem encarado esse processo de acordo com as suas demandas e dentro do seu poder econômico. No entanto, direitos básicos e fundamentais do ser humano precisam ser mantidos e sustentados durante esse momento turbulento, de forma independente.

Com o objetivo estudar a relação da etnia e dos fatores determinantes sociais da saúde (FDSS), um grupo de estudiosos da Universidade de Loyola realizou um estudo retrospectivo avaliando crianças e adolescentes com idades até 18 anos, através de uma análises de prontuários entre agosto de 2020 e fevereiro de 2021, que estiveram nos serviços de atenção primária. Os resultados foram apresentados na AAP Experience 2021, congresso da American Academy of Pediatrics, que está acontecendo online.

Etnia, determinantes sociais e pandemia

Foram analisados os seguintes dados: demandas alimentares, financeira e de transporte e a associação das demandas não atendidas com a etnia dos pacientes. Além disso, foram avaliados o atraso nos cuidados de rotina de saúde, as consultas de puericultura, os atrasos em relação às vacinas de rotina e o número de atendimentos nas unidades de pronto atendimento e/ou departamentos de emergência.

Leia também: Manifestações otorrinolaringológicas na MIS-C relacionada à Covid-19 em pediatria

Após a análise dos dados, composto por cerca de 1.235 pacientes, os resultados relevantes evidenciaram que há uma associação entre a etnia dos pacientes e o não atendimento de suas demandas de saúde. Pacientes negros, hispânicos e asiáticos tiveram taxas mais altas de FDSS não atendidos relatados quando comparado com pacientes brancos (p <0,001).

Em relação aos atrasos nas consultas de rotina, houve um aumento estatisticamente significativo nos atrasos nessas consultas, embora não tenha ocorrido uma associação com a etnia dos pacientes. Paciente que não tiveram os seus FDSS atendidos também foram associados com maior probabilidade de utilização de cuidados agudos (pronto atendimento e/ou departamento de emergência), (p = <0,001), maior frequência de consultas de cuidados agudos (p = 0,02), maior probabilidade de utilização do departamento de emergência (p <0,001) e maior frequência de utilização do mesmo (p <0,01).

Conclusão e discussão

Os resultados analisados por ​​Pyone David e colaboradores nos relatam que o impacto da Covid-19 na interrupção da rotina de cuidados infantis de saúde foi estatisticamente presente e de forma heterogênea atingido de forma desigual os diferentes grupos étnicos, o que é sustentado pela prática clínica na qual avaliamos de forma recorrente atrasos em diagnósticos simples, que poderiam ser detectados na atenção primária se as crianças estivessem realizando seu acompanhamento de forma regular. A etnia foi associada a uma taxa aumentada de FDSS não atendidos.

A ausência do cuidado de rotina aumenta a procura dos pacientes aos departamento de emergência e às unidades de pronto atendimento, o que também foi relatado pelos autores. Apesar de não haver uma relação estatística com a etnia, os pacientes que tinham os FDSS não atendidos, de forma significativa, apresentaram um aumento do número de visitas em relação a cuidados agudos.

Hoje, ainda vivendo no contexto pandêmico, avaliando os estudos os resultados obtidos até aqui, medidas estratégicas visando a equidade devem ser aplicadas de forma global e universal, para minimizar as desigualdades e o impacto que ela gera na saúde da população pediátrica.

Estamos acompanhando o congresso da AAP 2021. Fique ligado no Portal PEBMED!

Mais do AAP Experience 2021:

Autor:

Referência bibliográfica:

  • David P, et al. Impact of Ethnicity and Social Determinants of Health on Pediatric Primary Care during the COVID-19 Pandemic. AAP Experience 2021 Virtual – National Conference e exhibition
Compartilhar
Publicado por
Jôbert Neves

Posts recentes

Mais de 20 conteúdos novos no Whitebook

Acesse o blog e confira quais são os mais de 20 conteúdos novos do Whtebook,…

3 horas atrás

Anemia megaloblástica na gestação – Parte 1

A anemia por deficiência de ácido fólico é um tipo de anemia megaloblástica e a…

4 horas atrás

Síndrome de abstinência neonatal e iatrogênica em neonatologia – diferenças e semelhanças

Revisão detalhada e original sobre a síndrome de abstinência neonatal a opioides causada pela exposição…

5 horas atrás

Quando a apneia do sono não precisa ser tratada

Na medicina moderna o sobre diagnóstico é uma situação muito comum. Ele pode ser definido…

5 horas atrás

Por que o LGG na diarreia aguda? [Vídeo]

A diarreia aguda tem uma duração inferior a duas semanas e que em uma maioria…

6 horas atrás

Infecções periprotéticas: diferenças entre as culturas do líquido articular e as intraoperatórias

Um estudo teve como objetivo avaliar o desempenho diagnóstico da cultura do líquido sinovial para…

7 horas atrás