Pediatria

AAP 2021: leite materno vs sacarose 24% para alívio da dor em procedimentos em prematuros

Tempo de leitura: 2 min.

A sacarose oral é comumente usada para o alívio da dor em neonatos durante procedimentos dolorosos. Até o momento, existem poucos dados sobre o efeito do leite materno (LM) no alívio da dor em recém-nascidos (RNs) prematuros.

Na AAP Experience 2021, congresso da American Academy of Pediatrics, pesquisadores do Children’s Hospital de Michigan apresentaram um estudo comparando leite materno com sacarose 24% em RNs prematuros, os métodos e  resultados são descritos abaixo. 

Métodos

Estudo randomizado, simples-cego, de não inferioridade para testar a hipótese de que o leite materno não é inferior a sacarose 24% para o alívio da dor durante o procedimento de coleta de sangue por punção automática do calcanhar. Os neonatos nascidos entre 30 semanas e 36 semanas e 6 dias de idade gestacional foram incluídos no estudo nos primeiros 30 dias de nascimento. Após obter o consentimento dos pais, os bebês foram aleatoriamente designados para receber 0,5 ml de sacarose a 24% ou 2 ml de LM ordenhado por meio de seringa, dois minutos antes da punção do calcanhar. Dois investigadores independentes avaliaram a dor usando o sistema de pontuação do Premature Infant Pain Profile-Revised (PIPP-R) no início do procedimento, durante o procedimento, 30, 60, 90 e 120 segundos após a conclusão do procedimento.

O resultado primário deste estudo foi comparar as pontuações do PIPP-R durante o procedimento entre os dois grupos. Os desfechos secundários do estudo incluíram a comparação dos escores de dor em 30, 60, 90 e 120 segundos após o procedimento.

Resultados

Coorte (n = 88) teve uma idade gestacional média (DP) de 33 (1,6) semanas, peso ao nascer de 1909 (530) gramas; 50 (57%) eram do sexo masculino e 64 (73%) eram afro-americanos. As pontuações do PIPP-R durante o procedimento variaram de 5-12 nos dois grupos com uma pontuação média de 8,3 (1,3). Os escores do PIPP-R em 30 e 60 segundos após o procedimento variaram de 0-6 e 0-5 com uma média de 4,14 (0,98) e 1,27 (1,88) em 30 e 60 segundos, respectivamente. Todos os bebês atingiram sua linha de base 90 segundos após o procedimento. A margem de inferioridade definida de 2 para a diferença entre os grupos não foi cruzada. A estimativa de regressão no nível 75% para pontuações PIPP-R em 60 segundos após o procedimento foram significativamente maiores no grupo sacarose em comparação com o grupo do leite materno. A interação grupo-tempo na regressão linear de efeitos mistos foi estatisticamente significativa 60 segundos após o procedimento, sugerindo um declínio mais rápido nos escores PIPP-R no grupo de leite materno em comparação com a sacarose. 

(o gráfico abaixo apresentado nesse estudo compara os dois grupos) 

Conclusão

O leite materno não é inferior à sacarose a 24% no fornecimento de analgesia durante a punção do calcanhar em recém-nascidos prematuros e pode ser uma alternativa mais segura à sacarose.

Autora

 

Compartilhar
Publicado por
Larissa Pires Marquite da Silva

Posts recentes

Status de neurodesenvolvimento aos seis meses de idade em crianças com e sem exposição ao SARS-CoV-2

Um estudo avaliou a exposição fetal intrauterina ao SARS-CoV-2 e o neurodesenvolvimento de lactentes aos…

4 horas atrás

Anvisa confirma terceiro caso de Candida auris no Brasil

A Anvisa confirmou o terceiro caso de Candida auris no Brasil, desta vez em um…

1 dia atrás

Abramed alerta para ameaça de desabastecimento de insumos para testes de Covid-19

A Abramed orientou sobre a utilização criteriosa de testes para evitar risco de redução de…

2 dias atrás

Preditor de falha do tratamento conservador na apendicite aguda

Recentemente foram publicados estudos que tinham como objetivo verificar o tratamento isolado com antibioticoterapia para…

2 dias atrás

Análise bibliográfica destaca os 100 artigos mais influentes em doença cardíaca congênita em 20 anos

Uma recente análise bibliográfica publicada mapeou duas décadas de pesquisa em doença cardíaca congênita (DCC).

2 dias atrás

Neutralização plasmática pela variante ômicron na covid-19

Durante esses quase três anos de pandemia, o vírus inicial sofreu diversas mutações, sendo a…

2 dias atrás