Página Principal > Pediatria > Abuso sexual em adolescentes: o que muda com a nova diretriz
estetoscopio em preto e branco

Abuso sexual em adolescentes: o que muda com a nova diretriz

Segundo dados divulgados pelo Disque 100, serviço de proteção de crianças e adolescentes, o Brasil registra 50 denúncias de abuso sexual de menores por dia. Os cuidados com essas vítimas devem se concentrar na saúde física e mental, além de profilaxia contra a gravidez e infecção e coleta de evidências.

A American Academy of Pediatrics (AAP) divulgou novas diretrizes para o tratamento de adolescentes que sofreram abuso sexual. Entre as novidades, está o uso do NAT para detectar patógenos. Veja abaixo:

IMPORTANTE: as orientações a seguir não são destinadas a crianças mais jovens abusadas sexualmente.

– Recomenda-se obter urina ou sangue para testes de toxicologia o mais rapido possível quando há sintomas, sinais de intoxicação ou preocupação com o envolvimento de drogas.

– O exame médico deve avaliar e cuidar de qualquer lesão, infecção e/ou gravidez, além de abordar problemas de saúde mental e segurança.

– Oferecer contracepção de emergência dentro de 120 horas do abuso, independente do período do ciclo menstrual em que as vítimas se encontrem.

Veja também: ‘Conduta médica no abuso sexual segundo o Ministério da Saúde’

– O teste de amplificação de ácidos nucleicos (NAT) é preferido à cultura para detectar gonorreia, clamídia e tricomoníase. O soro deve ser coletado para hepatite B e C, sífilis e teste de HIV.

– Tratar gonorreia, clamídia e tricomoníase empiricamente.

– A transmissão do HIV é rara, mas possível. Recomenda-se consultar um especialista se considerar profilaxia pós-exposição.

– O follow-up deve ocorrer em uma semana para avaliar lesões e adesão à medicação, em seguida, em 1 e 3 meses para o HIV e sífilis.

Veja aqui todas as recomendações da AAP.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Referências:

  • https://www.sdh.gov.br/assuntos/criancas-e-adolescentes
  • Care of the Adolescent After an Acute Sexual Assault. James E. Crawford-Jakubiak, Elizabeth M. Alderman, John M. Leventhal, COMMITTEE ON CHILD ABUSE AND NEGLECT, COMMITTEE ON ADOLESCENCE. Pediatrics Mar 2017, 139 (3) e20164243; DOI: 10.1542/peds.2016-4243
  • https://www.jwatch.org/na43606/2017/03/03/updated-guidance-acute-care-adolescent-sexual-assault

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.