Acne: Opções terapêuticas

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

A acne é uma dermatose muito comum com grande repercussão psicológica – estudos sugerem que seu impacto emocional é comparável ao experimentado por pessoas com doenças sistêmicas como diabetes. Apesar do fácil diagnóstico, o tratamento da acne é complexo, demorado e requer abordagem individualizada.

Nos casos mais leves, o tratamento pode ser apenas local, e os retinóides tópicos como adapaleno ou tretinoína costumam ser a primeira escolha. Essas substâncias previnem a formação de comedões por regularem a proliferação de queratinócitos, diminuírem a produção de sebo e por terem efeitos anti-inflamatórios. São capazes de prevenir o surgimento de cicatrizes atróficas e despigmentação. Os principais efeitos colaterais são irritação, vermelhidão, xerose e descamação. Em pacientes virgens de tratamento iniciamos com concentrações menores e escalonamos gradualmente conforme tolerância.  O ácido azeláico é outro agente eficaz em casos menos complexos pela sua ação bacteriostática, anti-inflamatória, antioxidante e anti-queratinizante.

Saiba mais: Microagulhamento: indicações, drug delivery e riscos

Quando o paciente apresenta lesões inflamatórias como pústulas, nódulos ou  cistos, nos quadros leves podemos utilizar antibióticos tópicos como a  clindamicina. É recomendável sua associação – no mesmo produto – aos retinóides ou peróxido de benzoíla, já que em monoterapia a taxa de resistência do Cutibacterium acnes é elevada. Embora o peróxido de benzoíla seja um agente comedolítico e antibacteriano e possa ser usado como monoterapia, seu uso combinado aumenta a eficácia do tratamento. 

acne

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Casos graves de acne

Nos casos de acne inflamatória moderada a grave, os antibióticos orais são indicado. A fim de evitar a resistência eles também devem ser associados a retinóides tópicos e/ou peróxido de benzoíla ;  já a combinação com antibiótico tópico deve ser evitada. As ciclinas (tetraciclina, doxiciclina, minociclina, limeciclina) são a terapia de primeira escolha. Clindamicina e eritromicina podem ser usados quando há contraindicação às tetraciclinas, mas apresentam taxas de resistência mais elevadas. Outras opções como sulfametoxazol trimetoprim, penicilinas e cefalosporinas tem evidência limitada e são prescritos quando tetraciclinas e macrolídeos são contraindicados.

Quando há falha terapêutica em casos moderados, tendência para formação de cicatrizes ou lesões graves a isotretinoína oral deve ser prescrita precocemente, desde que não existam contraindicações (gravidez e lactação, uso concomitante de tetraciclinas, alterações hepáticas ou valores lipídicos elevados). Quando corretamente indicada é uma medicação segura e bem tolerada. 

Leia também: Psoríase: estudo indica superioridade de risanquizumabe em comparação ao secuquinumabe

Tratamentos complementares incluem peelings químicos, laser, medicações com efeito antiandrogênico (anticoncepcionais orais e espironolactona) e dietas  de baixo índice glicêmico com pouco consumo de laticínios. Apesar de ser uma doença comum, o tratamento da acne ainda é desafiador – as reações cutâneas e a resposta demorada a agentes terapêuticos são motivos frequentes para a descontinuação do tratamento. Mais estudos são necessários para comparar associações entre medicações sistêmicas, tópicas, tratamentos hormonais e modalidades físicas como peeling e lasers. Os efeitos da dieta e do uso de prebióticos e probióticos na acne também não estão completamente esclarecidos.

Autora:

Referências bibliográficas:

  • Habeshian KA. Current issues in the treatment of acne vulgaris. Pediatrics. 2020 May;145(Suppl 2):S225-S230. doi10.1542/peds.2019-2056L
  • Fox L. Treatment modalities for acne. Molecules. 2016 Aug 13;21(8):1063. doi10.3390/molecules21081063
  • Dikicier BS. Topical treatment of acne vulgaris: efficiency, side effects, and adherence rate. J Int Med Res .2019 Jul;47(7):2987-2992. doi10.1177/0300060519847367
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar