Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Cirurgia / ACSCC 2020: Quais as melhores formas de tratamento da pancreatite grave com necrose?
cirurgiões realizando procedimento para pancreatite grave com necrose

ACSCC 2020: Quais as melhores formas de tratamento da pancreatite grave com necrose?

Esse conteúdo é exclusivo para
usuários do Portal PEBMED.

Tenha acesso ilimitado a todos os artigos, quizzes e casos clínicos do Portal PEBMED.

Faça seu login ou inscreva-se gratuitamente!

Uma carta para a revista do colégio americano de cirurgiões (American College of Surgeons – ACS) resume e questiona as diversas formas de tratamento de pancreatite grave com necrose infectada. O motivo da carta foi um artigo publicado na própria revista pelo grupo do dr. Luckhurts, o qual comparou o uso de acessos de step-up approach com os resultados das drenagens abertas.

A conclusão que podemos chegar desta discussão é que pancreatite continua a ser uma patologia com alta letalidade nos casos graves com infecção de necrose. A melhor forma de tratar ainda está por ser definida.

Pancreatite grave com necrose

Ultimamente a abordagem chamada de “step-up approach” tem recebido cada vez mais adeptos, no entanto poucos são os centros que possuem experiência neste tipo de abordagem. Até mesmo as laparotomias para a drenagem e esvaziamento da necrose tem sofrido alteração na tática cirúrgica.

Ao se optar por uma drenagem aberta o acesso transgástrico da necrose tem se mostrado superior a abordagem tradicional. Por mais estranho que possa parecer, a necrose pancreática é acessada ao incisar a parede anterior e posterior do estômago, sendo suturada ao término da cirurgia apenas a parede anterior e com isto todo o resíduo de necrose continua a drenar para dentro da luz gástrica pela incisão posterior.

ACS Congress 2020

Mas o que um congresso pode ajudar com temas práticos do dia a dia como a pancreatite aguda grave? O congresso do ACS, possui uma área exclusiva para os cirurgiões divulgarem vídeos de sua prática clínica: Video Hall.

Na sessão de Pâncreas do Vídeo Hall, temos dois vídeos que tratam sobre VARD (Video-Assisted Retroperitoneal Debridement), o qual é uma das técnicas minimamente invasivas para o esvaziamento da necrose pancreática quando a drenagem percutânea falha. Os vídeos explicam com detalhes como proceder este tipo de drenagem de forma discretamente diferentes entre elas.

Saiba mais sobre o congresso e acompanhe com a gente!

Assim dúvidas técnicas que muitas vezes são difíceis de serem dirimidas pela leitura de artigos podem ser elucidadas pela apresentação de vídeos que auxiliam no entendimento de determinados procedimentos. Caberá ao cirurgião decidir se ele está apto a realizar aquele tipo de procedimento assim como suas eventuais complicações que possam ocorrer.

Como ultimamente há uma grande facilidade na aquisição e edição de vídeos, além da leitura de artigos para propormos os mais modernos tratamentos, temos que também nos atualizar com técnicas, dicas, opiniões e vídeos que estão abundantes na programação do congresso.

Acompanhe o congresso com a gente! Veja também:

Autor:

Referências bibliográficas:

  • John AlfredCarr. Comparing Open and Endoscopic Techniques of Debridement for Pancreatic Necrosis. FACS
    https://doi.org/10.1016/j.jamcollsurg.2020.06.001
  • C.M. Luckhurst, M. El Hechi, A.E. Elsharkawy, et al.Improved mortality in necrotizing pancreatitis with a multidisciplinary minimally invasive step up approach: comparison to a modern open necrosectomy cohort J Am Coll Surg (2020 Apr 3)
  • S. Kulkarni, A. Bogart, J. Buxbaum, et al.Surgical transgastric debridement of walled off pancreatic necrosis: an option for patients with necrotizing pancreatitis
    Surg Endosc, 29 (2015), pp. 575-582

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.