Pebmed

Cadastre-se grátis
Home / Endocrinologia / Alergia alimentar atinge 10% da população

Alergia alimentar atinge 10% da população

Tempo de leitura: 2 minutos.

A alergia alimentar acomete cerca de 3% das pessoas adultas e se manifesta em 6 a 8% de crianças e adolescentes. Caracterizada por um reação do organismo, a condição pode se manifestar em diversas partes do corpo e das formas mais variadas possíveis. Este tipo de alergia ocorre porque o sistema imunológico identifica o alimento que, para a maioria das outras pessoas seria inofensivo, como uma ameaça. Os nutrientes mais comuns causadores de reações alérgicas são leite, ovo, amendoim, glúten, camarão etc.

Como a maioria das pesquisas sobre alergia alimentar tinha como alvo a prevalência desta no paciente pediátrico, pouco conteúdo havia na literatura sobre a manifestação deste tipo de alergia em adultos. Um estudo realizado recentemente nos Estados Unidos tentou estimar a prevalência e a severidade da alergia alimentar na população americana.

O estudo populacional e transversal foi realizado entre 2015 e 2016 e os resultados foram publicados em janeiro de 2019 no Jama Network. Os participantes responderam um questionário sobre reações alérgicas a determinados alimentos. As estimativas foram baseadas em uma quantidade representativa que usa uma pequena área como amostragem.

O levantamento selecionou 40.443 adultos com idade média de 46,6 anos. A estimativa confiável de prevalência de alergia foi de 10,8% (IC 95%, [10,4%-11,1%]), apesar de 19% terem informado no questionário sofrer com algum tipo de reação alimentar.

Resultados

Os alimentos identificados como maiores causadores de alergia são:

  • marisco – 2,9% (IC 95% [2,7%-3,1%])
  • leite – 1,9% (IC 95% [1,8%-2,1%])
  • amendoim – 1,8% (IC 95%, [1,7%-1,9%)
  • nozes – 1,2% (IC 95% [1,1%-1,3%])
  • barbatana de peixe – 0,9% (IC 95% [0,8%-1,0%])

Entre os adultos alérgicos, 51% vivenciaram pela menos um episódio de alergia alimentar grave (IC 95% [49,3%-52,9%]); 45,3% são alérgicos a múltiplos nutrientes (IC 95%, [43,6%-47,1%), e 48% desenvolveram a alergia na fase adulta (IC 95% [46,2%-49,7%]).

Take home message

Os resultados sugerem que pelo menos 10% da população adulta dos Estados Unidos são alérgicos a algum tipo de comida. Como não há cura para a alergia, uma terapia para o controle da doença é necessária de acordo com a especificidade do tipo de alergia. O estudo demonstrou também que o número de pessoas que acreditam ser alérgicas não corresponde ao índice à realidade.

Tenha em mãos informações objetivas e rápidas sobre práticas médicas. Baixe o Whitebook

  • Gupta RS, Warren CM, Smith BM, et al. Prevalence and Severity of Food Allergies Among US Adults. JAMA Netw Open. 2019;2(1):e185630. doi:10.1001/jamanetworkopen.2018.5630

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.