Alimentos ultraprocessados geram um maior risco de sarcopenia

Entidades de saúde por todo mundo já preconizam a diminuição no consumo de alimentos ultraprocessados. Confira os detalhes.

Análise publicada na revista Frontiers in Nutrition partiu da premissa do impacto que alimentos ultraprocessados ​​têm causado na saúde da população global para analisar a ligação entre perda de massa muscular e o consumo de alimentos desse tipo que já foram ligados à obesidade, diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares. 

Leia também: Sarcopenia: um elo entre a nutrologia e a geriatria 

mãos de idoso que apresenta sarcopenia

Características do estudo 

Pesquisadores chineses realizaram um estudo transversal com dados de 10.255 adultos entre 20 e 59 anos participantes de pesquisa em âmbito nacional no Estados Unidos (National Health and Nutritional Examination Survey), entre 2011 e 2018. A definição de baixa massa muscular utilizada foi a da Foundation for the National Institutes of Health, também foi realizada uma análise de sensibilidade com outras definições. 

Achados 

A prevalência de baixa massa muscular foi de 7,65%. Após ajuste para potenciais fatores de confusão, os indivíduos com maior ingestão de ultraprocessados apresentam um risco aumentado de 60% de baixa massa muscular (OR = 1,60, IC 95%: 1,13 a 2,26, P = 0,003) e uma diminuição na relação massa magra apendicular e IMC (β = −0,0176, IC 95%: −0,0274 a −0,0077, P = 0,003).  

Na análise de sensibilidade foram confirmadas as associações, menos para a definição do International Working Group on Sarcopenia (IWGS) que não demonstrou ser estatisticamente significante. 

Saiba mais: Pouca massa muscular nos braços e nas pernas aumenta risco de morte em idosos 

Conclusão

Para os autores, o estudo ressalta o impacto que o consumo de alimentos ultraprocessados podem ter sobre a saúde musculare de adultos reforçando a necessidade de se tratar uma alimentação rica em ultraprocessados como fator de risco modificável para sarcopenia.

*Este artigo foi revisado pela equipe médica do Portal.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe o Whitebook Tenha o melhor suporte
na sua tomada de decisão.
Referências bibliográficas: Ícone de seta para baixo
  • Higher ultra processed foods intake is associated with low muscle mass in young to middle-aged adults: a cross-sectional NHANES study. Front. Nutr. 19 February 2024;11. DOI: 10.3389/fnut.2024.1280665 

Especialidades

Tags