Página Principal > Hematologia > Anemia: você sabe reconhecer os sinais e sintomas?
corrente sanguinea

Anemia: você sabe reconhecer os sinais e sintomas?

Essa semana no Portal da PEBMED falamos sobre 5 práticas não recomendadas na anemia. Por isso, em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook Clinical Decision, separamos a apresentação clínica da anemia.

Veja as melhores condutas médicas no Whitebook Clinical Decision!

Este conteúdo deve ser utilizado com cautela, e serve como base de consulta. Este conteúdo é destinado a profissionais de saúde. Pessoas que não estejam neste grupo não devem utilizar este conteúdo.

Apresentação clínica da anemia

Anamnese

Os sinais e sintomas de anemia são dependentes do grau de anemia, da velocidade de progressão do quadro e da demanda por oxigênio do paciente. A presença de sinais e sintomas é muito menos provável em pacientes cuja anemia evoluiu lentamente, do que naqueles em que evoluiu de forma abrupta.

Síndrome Anêmica: Dispneia aos esforços; dispneia em repouso; fadiga; pulso fino; palpitações; claudicação; palidez cutânea. Com evolução, em quadros mais graves, para letargia, confusão mental e crises de angina, podendo causar infarto agudo do miocárdio.

Quadro agudo: Anemia induzida por sangramento agudo está associada a complicações decorrentes da perda volêmica, apresentando sintomas precoces de fadiga e cãibra muscular, evoluindo com hipotensão e tonteira postural, podendo causar pré-síncope e síncope, e, em quadros graves, hipotensão e choque hipovolêmico.

Investigar na história clínica:

  • História recente de perda do apetite, emagrecimento, febre e/ou sudorese noturna, que possa indicar presença de infecção ou malignidade;
  • História patológica pregressa e presença de comorbidades que justifiquem ou contribuam para o quadro de anemia (ex.: doença renal crônica, doenças crônicas, alcoolismo, hemoglobinopatias diagnosticadas, infecção por HIV e outros);
  • Tempo de evolução da anemia: recente, subaguda ou por toda a vida? Anemia de aparecimento recente sugere causa adquirida, enquanto anemia por toda a vida sugere causa hereditária (hemoglobinopatias, esferocitose, talassemia), especialmente em pacientes com história familiar;
  • Informações de origem étnicas podem ser importantes, visto que talassemias são particularmente mais comuns em populações de origem mediterrânea, assim como doença falciforme é mais comum em afrodescendentes;
  • Uso de medicamentos (alguns medicamentos podem estar associados a anemia hemolítica);
  • Nutrição e consumo de álcool, importante para identificação de dieta pobre em ferro, vitamina B12 e ácido fólico.

Exame Físico

O objetivo principal é avaliar a presença de achados que possam estimar a gravidade do quadro anêmico, o comprometimento sistêmico e a presença de sinais que sugiram causas específicas.

Síndrome anêmica: Taquicardia, dispneia, hipotensão postural, B1 hiperfonética e sopro sistólico de ejeção em borda esternal ao exame cardiovascular, palidez cutânea (embora seja um achado extremamente inespecífico e pouco sensível).

Icterícia: Pode estar presente, sugerindo um quadro de anemia hemolítica. No entanto, também é um achado pouco sensível e pouco específico.

Achados de doença hematológica: Pesquisar a presença de linfadenomegalia, hepatoesplenomegalia e sensibilidade óssea à palpação, que podem sugerir diagnóstico de doença hematológica, com infiltração de medula óssea (como leucemia mieloide crônica) ou lesões líticas (mieloma múltiplo). A presença de petéquias, equimoses e sinais de sangramento podem sugerir trombocitopenia ou distúrbios de coagulação.

Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia-a-dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica. Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.