Coronavírus

Anvisa suspende estudo e autorização de importação da vacina Covaxin

Tempo de leitura: 2 min.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), através de sua diretoria colegiada, suspendeu cautelarmente, no último dia 27, a autorização temporária de importação e distribuição em território nacional da vacina Covaxin, que foi solicitada pelo Ministério da Saúde. 

Segundo a Anvisa, a decisão será mantida até que novos esclarecimentos sobre a segurança jurídica e a técnica da manutenção da deliberação que permitiu a importação do imunizante.

Saiba mais: Doação de sangue e a pandemia de Covid-19

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

A suspensão cautelar

A medida foi consequência de um contato da empresa indiana Bharat Biotech Limited International, fabricante da vacina, com a Anvisa. Em comunicado, a companhia declarou que a Precisa Medicamentos não tem mais autorização para representar a Bharat no Brasil.

A falta de legitimidade da Precisa na representação da Bharat no país pode acabar influenciando os requisitos e condicionantes da importação do imunizante, como diz o diretor Alex Machado Campos, que é relator da medida.  

O órgão regulador brasileiro ainda destaca que a decisão ainda considerou notícias de que documentos sem legitimidade podem ter sido anexados no processo de importação, podendo impactar nos resultados de qualidade, segurança e eficácia do imunizante da empresa indiana Bharat. 

A Diretoria Colegiada da Anvisa já havia decidido no dia 24, por unanimidade, encerrar o processo que cuidava da autorização temporária de uso emergencial da Covaxin.    

Além disso, no último dia 26, a Anvisa também publicou o cancelamento definitivo do estudo clínico da Covaxin, que foi solicitado pela Precisa. 

Leia também: As infecções por variantes após a vacinação completa contra Covid-19

A vacina Covaxin

O imunizante indiano que seria utilizado no Brasil apresentou eficácia geral de 78% nos casos sintomáticos e de 100% em casos graves, segundo dados divulgados pela Bharat Biotech e pelo Conselho de Pesquisa Médica da Índia (ICMR).

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências bibliográficas:

 

Compartilhar
Publicado por
Luciano Lucas

Posts recentes

Intubação na escassez de sedativo: quais as alternativas medicamentosas? [podcast]

Neste episódio, o Dr. Filipe Amado falará sobre como realizar intubação no cenário de escassez…

9 horas atrás

Diagnóstico de mieloma múltiplo: o papel dos exames de imagem

O mieloma múltiplo (MM) é uma neoplasia hematológica que resulta da proliferação clonal de plasmócitos…

10 horas atrás

5 mnemônicos para salvar o plantão

Os mnemônicos, que já são consagrados como estratégia de estudo, também podem nos ajudar na…

11 horas atrás

Tapentadol x Oxicodona para controle da dor pós-operatória

A busca por um opioide com maior perfil de segurança para dor pós-operatória é altamente…

12 horas atrás

Dor no ombro após cirurgia de vesícula: foi a posição?

A dor no ombro é uma queixa bastante frequente após a cirurgia laparoscópica. Foi estudada…

13 horas atrás

Micofenolato de mofetila no manejo inicial da púrpura trombocitopênica imune

Púrpura trombocitopênica imune é uma condição autoimune que autoanticorpos antiplaquetários promovem a destruição das plaquetas…

14 horas atrás