Pebmed

Cadastre-se grátis
Home / Geriatria / Aparelho que reduz dores da fibromialgia em 50% chega ao mercado brasileiro este ano

Aparelho que reduz dores da fibromialgia em 50% chega ao mercado brasileiro este ano

Tempo de leitura: 2 minutos.

Chega ao mercado brasileiro ainda este ano o novo aparelho brasileiro que reduz pela metade a dor de pacientes com fibromialgia. Desenvolvido pelo Instituto de Física da Universidade de São Paulo, o dispositivo reúne tecnologia laser e ultrassom para amenizar dores causadas pela síndrome. Testes realizados na palma das mãos acabaram com as dores de pacientes em 90% dos casos.

A pesquisa é conduzida por cientistas e professores do Grupo de Óptica do Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP), cujo tratamento inovador contra a fibromialgia conseguiu acabar com a dor de quase todos os pacientes em testes preliminares.

“Ao fazer a emissão conjugada de ultrassom e laser conseguimos normalizar o limiar de dor do paciente. Já o tratamento na palma das mãos contrapõe o tipo de atendimento feito hoje, muito focado nos pontos de dor”, detalha o pesquisador Antônio Eduardo de Aquino Junior.

Ele ressalta que não se trata de curar a doença, mas de reduzir a dor causada por ela, melhorando a qualidade de vida dos pacientes. “Com o tratamento, há pessoas que ficaram períodos de 30 dias sem nenhuma dor e outras, até três meses”, afirma.

O tratamento evita o uso de uma gama de medicamentos, como analgésicos, anti-inflamatórios e antidepressivos, comumente utilizada para esse problema.

Tratamento Foto Sônico une ultrassom e laser

Batizado na USP de “tratamento foto sônico”, o equipamento considerado pioneiro no mundo é coordenado pelo professor Vanderlei Bagnato e desenvolvido pela equipe do Instituto de Física da universidade.

Ele é capaz de realizar a aplicação conjugada do ultrassom e do laser terapêutico, que é de baixa intensidade. O algoritmo e o sistema de funcionamento do aparelho são considerados inéditos, de acordo com o pesquisador.

“Os pacientes com fibromialgia possuem um número maior de células sensoriais nas mãos do que as pessoas que não têm a doença. Então, utilizamos as palmas das mãos como porta de entrada para o tratamento. A ação luminosa em contato com o tecido celular produz ATP, que é energia. Como consequência, diminui a fadiga do paciente. Apesar da aplicação ser somente nas palmas das mãos, o efeito do tratamento é sistêmico, ou seja, atinge todo o corpo”, explica.

Bagnato afirma que a conjugação das aplicações do laser e do ultrassom potencializam a ação anti-inflamatória de ambos os recursos, de modo a promover maior equilíbrio do organismo e das partes afetadas, desta forma, controlando a dor.

Segundo a USP, o equipamento tem previsão de chegar às clínicas e às instituições médicas até a segunda metade deste ano.

Até agora existem dois pontos de atendimento disponíveis para o público, em São Carlos, a 230 km de São Paulo. O primeiro é a Unidade de Terapia Fotodinâmica, na Santa Casa da Misericórdia de São Carlos. Mais informações podem ser solicitadas pelo telefone (16) 3509-1351. As sessões são gratuitas. O segundo local é a clínica Multifisio, onde é cobrada uma taxa simbólica de cerca de R$ 40. O telefone de contato é (16) 99762-7273.

Fibromialgia: quais benefícios de exercícios físicos no controle da dor?

Autora:

Referências:

One comment

  1. Avatar
    Rogerio Martins

    Já tem esse tratamento em alguma clina no Rio Grande do Sul?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.