As manifestações orais podem nortear o diagnóstico de Covid-19? — Parte 1

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

A Doença Coronavírus 2019 (Covid-19) se espalhou exponencialmente por todo o mundo desde sua descoberta na China no final de 2019. As manifestações típicas de Covid-19 incluem febre, tosse seca, cefaleia e fadiga. Contudo, apresentações atípicas são cada vez mais relatadas. Estudos reconheceram as lesões orais como manifestações associadas ao Covid-19, sendo que as mais comuns são as ulcerativas, vesicobolhosas e maculares. A ocorrência de manifestações orais no Covid-19 parece ser subnotificada, principalmente devido à falta de exame bucal de pacientes com suspeita e/ou confirmação diagnóstica. O exame oral de todos os casos suspeitos e confirmados é fundamental para melhor compreensão e documentação das manifestações da cavidade oral relacionadas a Covid-19.

Leia também: Fatores sociodemográficos influenciam na incidência e na mortalidade por Covid-19?

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Patogenia

Pesquisas atuais sugerem que os danos do novo coronavírus às vias respiratórias e a outros órgãos podem estar relacionados à distribuição de receptores da enzima conversora de angiotensina 2 (ECA-2). Dessa forma, células com receptor ECA-2 podem se tornar hospedeiras do vírus e causar reações inflamatórias em órgãos e tecidos relacionados, como a mucosa da cavidade oral, língua e glândulas salivares. Existem dois mecanismos que podem explicar o desenvolvimento de tais lesões: diretamente, através dos efeitos do vírus replicante, onde essas lesões serão específicas para SARS-CoV-2 e indiretamente, por meio do estresse físico e psicológico associados ao vírus ou secundário aos medicamentos utilizados em seu tratamento.

Manifestações orais relacionadas ao Covid-19

Com o crescente número de casos de Covid-19, vários relatos sobre lesões de cavidade oral têm sido publicados. Assim como nas lesões dermatológicas, a maioria dos trabalhos é de cartas ao editor ou de casos clínicos, portando de baixa qualidade científica. Não há estudos que tenham apresentado lesões patognomônicas, mas a descrição das lesões de cavidade oral já descritas na literatura poderão auxiliar ou nortear os diagnósticos.

Tipos de lesões orais já descritos em pacientes com Covid-19:

Lesões ulcerativas

As lesões ulcerativas são as manifestações orais mais frequentes relacionadas ao Covid-19.  A lesões variam entre ulceras únicas, múltiplas, dolorosas ou erosões graves. O local das úlceras varia, mas o dorso da língua é o local afetado com maior frequência, seguido pelo palato duro e a mucosa bucal. Diferentes fatores, incluindo erupção por medicamentos, vasculite ou vasculopatia trombótica secundária a Covid-19, foram sugeridos como outras causas para o desenvolvimento destas lesões (Fig. 1 e 2).

Figura 1. Úlcera irregular na face dorsal da  língua. Reprodução DOI: https://doi.org/10.1051/mbcb/2020011

Saiba mais: Transtornos mentais possuem relação com quadros mais graves de Covid-19?

Figura 2. Úlcera com aspecto isquêmico em mucosa bucal. Reprodução DOI: https://dx.doi.org/doi:10.4317/medoral.24044

Lesões vesicobolhosas e maculares

As apresentações variam entre bolhas, lesões eritematosas, lesões petequiais e eritema multiformes. Destes, as lesões do tipo eritema multiformes são a apresentação mais comum. A maioria dos casos com manifestações vesicobolhosas e maculares estão associadas a lesões cutâneas (Fig. 3 e 4).

Figura 3. Mácula difusa tipo vascular na mucosa palatina esquerda. Reprodução DOI: https://doi.org/10.1111/scd.12520
Figura 4. Múltiplas máculas avermelhadas no palato. Reprodução DOI: https://doi.org/10.1111/scd.12520

Lesões aftosas

As lesões aftosas se manifestam como múltiplas úlceras superficiais com halos eritematosos e pseudomembranos amarelos e brancos nas mucosas queratinizadas e não queratinizadas.  As lesões aftosas sem necrose são observadas em pacientes mais jovens com infecção leve, enquanto lesões aftosas com necrose e crostas hemorrágicas são observadas mais frequentemente em pacientes mais velhos, com imunossupressão e infecção grave. A regressão das lesões orais é associada à melhora da doença sistêmica. O nível elevado de fator de necrose tumoral‐α em pacientes com Covid‐19 pode levar à quimiotaxia de neutrófilos para a mucosa oral e ao desenvolvimento de lesões aftosas. Estresse e imunossupressão secundários à infecção por Covid-19 podem ser outras razões possíveis para o surgimento de tais lesões.

Continua….

Autor(a):

Em conjunto com: Elias Felipe Romanos da Matta¹.

¹ Especialista em Clínica Médica pelo Hospital Felício Rocho. Especializando em Gastroenterologia e Nutrologia no Hospital Vera Cruz.

Referências bibliográficas:

  • Halboub, Esam, Al-Maweri, Sadeq Ali, Alanazi, Rawan Hejji, Qaid, Nashwan Mohammed, & Abdulrab, Saleem. (2020). Orofacial manifestations of Covid-19: a brief review of the published literature. Brazilian Oral Research, 34, e124. Epub October 30, 2020. doi: doi: 10.1590/1807-3107bor-2020.vol34.0124
  • Iranmanesh, B, Khalili, M, Amiri, R, Zartab, H, Aflatoonian.(2020). M. Oral manifestations of Covid‐19 disease: A review article. Dermatologic Therapy. e14578. doi: 10.1111/dth.14578
  • Anne-Gaëlle Chaux-Bodard, Sophie Deneuve and Aline Desoutter. (2020).Oral manifestation of Covid-19 as an inaugural symptom? J Oral Med Oral Surg, 26 2 18. doi: 10.1051/mbcb/2020011
  • Amorim Dos Santos, J., Normando, A., Carvalho da Silva, R. L., De Paula, R. M., Cembranel, A. C., Santos-Silva, A. R., & Guerra, E. (2020). Oral mucosal lesions in a Covid-19 patient: New signs or secondary manifestations?. International journal of infectious diseases : IJID : official publication of the International Society for Infectious Diseases, 97, 326–328. doi: 10.1016/j.ijid.2020.06.012
  • Soares, CD, Carvalho, RA, Carvalho, KA, Carvalho, MG, & Almeida, OP (2020). Carta ao Editor: Lesões orais em um paciente com Covid-19. Medicina oral, patologia oral y cirugia bucal , 25 (4), e563 – e564. doi: 10.4317/medoral.24044
  • Cruz Tapia, R. O., Peraza Labrador, A. J., Guimaraes, D. M., & Matos Valdez, L. H. (2020). Oral mucosal lesions in patients with SARS-CoV-2 infection. Report of four cases. Are they a true sign of Covid-19 disease?. Special care in dentistry : official publication of the American Association of Hospital Dentists, the Academy of Dentistry for the Handicapped, and the American Society for Geriatric Dentistry, 40(6), 555–560. doi: 10.1111/scd.12520
  • Díaz Rodríguez M, Jimenez Romera A, Villarroel M. Manifestações orais associadas com Covid-19. Doenças orais. 2020 Jul. doi: 10.1111/odi.13555

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar