Leia mais:
Leia mais:
Enxaqueca e resultados perinatais adversos na gravidez
Síndrome do Gêmeo Desaparecido: entenda o caso [podcast]
Gravidez e Covid-19: quais os riscos? [podcast]
Pandemia causa redução no uso de anticoncepcionais
Quais colírios usar no atendimento ou prescrever para tratamento de gestantes?

Associação de malformações musculoesqueléticas no bebê ao uso de fluconazol pela mãe

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

O uso de fluconazol oral no primeiro trimestre de gestação não foi associado a fendas orais ou malformações conotruncais, mas sim a malformações musculoesqueléticas, segundo o estudo Oral fluconazole use in the first trimester and risk of congenital malformations: population based cohort study, publicado no BMJ.

Bebê cuja mãe fez uso de fluconazol durante a gravidez é avaliado para malformações.

Objetivo do estudo sobre o uso de fluconazol

O estudo de coorte, conduzido por Yanmin Zhu, do Brigham and Women’s Hospital and Harvard School of Medicine e equipe, objetivou analisar o risco de malformações congênitas associadas à exposição ao fluconazol oral em doses comumente usadas no primeiro trimestre de gravidez para o tratamento da candidíase vulvovaginal.

Os pesquisadores utilizaram dados do banco nacional de dados do Medicaid Analytic eXtract, no período de 2000 a 2014. Foram incluídas gestantes inscritas no Medicaid três meses antes de seu último período menstrual até um mês após o parto. Foram excluídas as gestações que tivessem anormalidades cromossômicas; as que fossem expostas a outro medicamento teratogênico conhecido durante o primeiro trimestre; aquelas cujas mulheres tivessem diagnóstico de HIV ou outras infecções por candidíase ou que tivessem recebido tratamento para uma infecção fúngica após o primeiro trimestre.

Leia também: Ácido fólico e vitamina B12 na primeira infância e desenvolvimento cognitivo na fase escolar

Características das participantes no estudo

As gestantes da coorte oral de fluconazol foram divididas em três grupos, segundo a dosagem do medicamento:150 mg, 150 mg a 450 mg e acima de 450 mg. As mulheres que receberam prescrições para fluconazol oral foram comparadas a dois grupos de referência: as que não receberam prescrições no primeiro trimestre para agentes antifúngicos orais e aquelas que usaram azóis tópicos, como butoconazol, clotrimazol, miconazol, terconazol, tioconazol ou nistatina.

A coorte de 1.969.954 gestações incluiu 37.650 (1,9%) gestações expostas ao fluconazol oral e 82.090 (4,2%) gestações expostas a azóis tópicos durante o primeiro trimestre. O risco de malformações musculoesqueléticas foi de 52,1 (intervalo de confiança de 95% 44,8 a 59,3) por 10.000 gestações expostas ao fluconazol versus 37,3 (33,1 a 41,4) por 10.000 gestações expostas a azóis tópicos. Os riscos de malformações conotruncais foram 9,6 (6,4 a 12,7) versus 8,3 (6,3 a 10,3) por 10.000 gestações expostas ao fluconazol e aos azóis tópicos, respectivamente. Riscos de fendas orais foram 9,3 (6,2 a 12,4) versus 10,6 (8,4 a 12,8) por 10.000 gestações, respectivamente.

Risco

O risco relativo ajustado após a estratificação fina do escore de propensão foi de 1,30 (1,09 a 1,56) para malformações musculoesqueléticas, 1,04 (0,70 a 1,55) para malformações conotruncais e 0,91 (0,61 a 1,35) para fendas orais em geral. Com base nas doses cumulativas de fluconazol, os riscos relativos ajustados para malformações musculoesqueléticas, malformações conotruncais e fendas orais no total foram de 1,29 (1,05 a 1,58), 1,12 (0,71 a 1,77) e 0,88 (0,55 a 1,40) para 150 mg de fluconazol; 1,24 (0,93 a 1,66), 0,61 (0,26 a 1,39) e 1,08 (0,58 a 2,04) para 150 mg a 450 mg de fluconazol; e 1,98 (1,23 a 3,17), 2,30 (0,93 a 5,65) e 0,94 (0,23 a 3,82) para mais de 450 mg de fluconazol, respectivamente.

Saiba mais: Pielonefrite na pediatria: antibioticoterapia de curta ou longa duração?

Limitações do estudo

Os pesquisadores descreveram que o estudo não foi isento de limitações. Embora tenha um grande tamanho de amostra, houve um pequeno número de malformações menos comuns. O estudo também não foi capaz de determinar se as mulheres consumiram ou não os medicamentos prescritos. Além disso, Zhu e equipe relataram que a população do Medicaid era mais jovem, racialmente diversa e mais propensa a ter deficiências. Dessa forma, isso poderia limitar a generalização dos resultados.

Conclusão sobre o risco do fluconazol

O fluconazol oral é o tratamento de primeira linha para a candidíase vulvovaginal. É frequentemente usado por mulheres em idade reprodutiva, levando à exposição pré-natal. O uso seguro de fluconazol durante a gravidez tem sido controverso, devido aos relatos conflitantes de teratogenicidade e aos dados limitados sobre o tratamento com doses baixas para candidíase vulvovaginal. De acordo com os pesquisadores, este estudo confirmou um aumento no risco de malformações musculoesqueléticas quando o fluconazol é usado durante o primeiro trimestre e refutou grandes riscos aumentados de malformações conotruncais, fendas orais e outros tipos específicos de malformações. Embora a estimativa pontual para malformações conotruncais tenha aumentado com doses cumulativas superiores a 450 mg. Portanto, o uso de fluconazol oral durante o primeiro trimestre de gestação deve ser feito com cautela e os azóis tópicos devem ser considerados como um tratamento alternativo. Especialmente se for utilizado por período prolongado,

Referências bibliográficas:

  • ZHU Y, et al. Oral fluconazole use in the first trimester and risk of congenital malformations: population based cohort study. 2020;369:m1494. doi:10.1136/bmj.m1494

 

Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.