Página Principal > Emergências > Atraso no uso do ácido tranexâmico pode piorar sobrevida do paciente com hemorragia?
surto de sarampo; américas

Atraso no uso do ácido tranexâmico pode piorar sobrevida do paciente com hemorragia?

Tempo de leitura: 2 minutos.

O ácido tranexâmico (TXA) já mostrou eficácia na redução da mortalidade por hemorragia grave. Em novo estudo do The Lancet, pesquisadores examinaram o efeito do atraso no tratamento com esse antifibrinolítico sobre os desfechos do paciente.

Para isso, foi realizada uma meta-análise de ensaios clínicos randomizados com mil pacientes ou mais que avaliaram o uso de antifibrinolíticos na hemorragia grave. Apenas dois estudos, ambos utilizando TXA, preencheram os critérios de inclusão.

No total, os autores conseguiram dados de 40.138 pacientes com hemorragia grave (por trauma ou periparto). Foram registradas 3.558 mortes, das quais 1.408 (40%) por sangramento. Sessenta e três porcento das mortes hemorrágicas ocorreram dentro de 12h do início. As mortes por hemorragia pós-parto atingiram um pico de 2-3h após o parto.

Veja também: ‘Hemorragia pós-trauma – nova diretriz indica melhores condutas; veja aqui’

O TXA aumentou significativamente a sobrevida global por hemorragia (odds ratio [OR] = 1,20; IC de 95%: 1,08 a 1,33; p = 0,001), sem heterogeneidade por local de sangramento (p = 0,7243 ). O atraso no tratamento reduziu seu benefício (p < 0,0001). O tratamento imediato melhorou a sobrevivência em mais de 70% (OR = 1,72; IC de 95%: 1,42 a 2,10; p < 0,0001).

Posteriormente, o benefício do TXA diminuiu 10% por cada 15 minutos de atraso no tratamento até 3h. Não houve aumento nos eventos oclusivos vasculares com o TXA, sem heterogeneidade por local de sangramento (p = 0,5956).

Com base nesses achados, os pesquisadores concluíram que a morte por hemorragia ocorre logo após seu início e um pequeno atraso no tratamento já reduz o benefício da administração de TXA. Por isso, pacientes devem ser tratados imediatamente.

Leia o artigo na íntegra nesse link.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • Effect of treatment delay on the effectiveness and safety of antifibrinolytics in acute severe haemorrhage: a meta-analysis of individual patient-level data from 40 138 bleeding patients. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/S0140-6736(17)32455-8

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.