Atrofia vaginal: a idade de início de tratamento tem relação com a melhor resposta? 

Síndrome da menopausa geniturinária se refere aos sintomas de atrofia que pacientes podem apresentar nas áreas vaginal e bexiga-uretral.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

O termo síndrome da menopausa geniturinária foi introduzido em 2014 pela Sociedade Norte-Americana da Menopausa. Este termo se refere ao conjunto de sintomas atróficos que os pacientes podem apresentar nas áreas vulvovaginal e bexiga-uretral devido à perda de estrogênio que ocorre com a menopausa.

O tratamento de primeira linha para esta condição são os hidratantes vaginais, porém sabe-se que na maioria das vezes não são suficientes para aliviar os sintomas. O tratamento de melhor prognóstico, até o momento, preconizado pelos principais Colégios nacionais e internacionais de Ginecologia são os derivados de estrogênio tópicos.

Porém, o que observamos na prática clínica diária é que as mulheres com mais tempo da menopausa têm uma resposta pior à terapêutica tópica do que pacientes mais jovens.

Leia também: É possível transmissão via vaginal de câncer para o bebê em mães com neoplasia de colo?

Atrofia vaginal: a idade de início de tratamento tem relação com a melhor resposta?exiga-uretral.

Um novo ensaio clínico randomizado

Nesse contexto, a North American Menopause Society publicou nesses últimos meses um estudo que comparou o tratamento com estrogênio tópico em mulheres com mais ou menos de 60 anos, e observou se a idade precoce de início do tratamento influenciava na melhor resposta.

O trabalho foi uma análise post hoc que utilizou os dados de um ensaio duplo-cego randomizado e controlado por placebo, que tratou 205 mulheres na pós-menopausa com idade maior ou igual a 45 anos com 10 micrograma de estrogênio vaginal por 52 semanas.

As mulheres com idade menor ou maior que 60 anos no início do tratamento foram avaliados nos quesitos: índice de maturação vaginal (avaliado por amostras de citologia vaginal), pH vaginal e sintoma clínicos.

Resultados

O estrogênio vaginal melhorou tanto o índice de maturação vaginal (para todas as camadas celulares), como o pH vaginal e também os escores de sintomas em ambos os grupos de idade.

No entanto, os perfis citológicos foram significativamente diferentes no grupo < 60 (n = 143) versus ≥ 60 anos (n = 55, efeito estimado: -3,7; P = 0,0003 [células parabasais]; 5,8, P = 0,0002 [células intermediárias]), indicando uma pior resposta celular ao tratamento entre mulheres mais velhas.

Em relação ao pH, foi observada a mesma tendência: o tratamento no pH vaginal teve impacto menor para mulheres mais velhas.

Conclusões

O estudo, então, conclui que de fato, iniciar o tratamento precoce possibilita um resultado mais expressivo. Mas reitera que pode sim ser iniciado em qualquer idade, uma vez que o estrogênio vaginal em baixa dose melhorou os sintomas e sinais de atrofia vaginal em mulheres mais jovens (< 60 anos) e também mais velhas (≥ 60 anos).

Saiba mais: Candidíase Vulvovaginal: como caracterizar e tratar?

Esses resultados servem como um alerta aos ginecologistas que devem questionar ativamente as pacientes quanto aos sintomas geniturinários, já que muitas vezes o tópico é subestimado durante as consultas, e a condição agravada conforme os anos se passam.

O estudo ratifica que o tratamento contínuo é extremante importante para evitar a recorrência da atrofia vaginal.

Referências bibliográficas:

  • Derzko CM, Röhrich S, Panay N. Does age at the start of treatment for vaginal atrophy predict response to vaginal estrogen therapy? Post hoc analysis of data from a randomized clinical trial involving 205 women treated with 10 μg estradiol vaginal tablets. Menopause. 2020 Oct 5;28(2):113-118. doi: 1097/GME.0000000000001666.
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão