Felipe Victer

Cirugião geral ⦁ Hospital Universitário Pedro Ernesto ⦁ Hospital Universitário Clementino fraga filho (UFRJ) ⦁ Felllow do American College of Surgeons ⦁ Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões ⦁ Membro da Sociedade Americana de Cirurgia Gastrointestinal e Endoscópica (Sages) ⦁ Ex-editor adjunto da Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (2016 a 2019)

Escore mSIS para câncer gástrico pode ser útil?

Diversos biomarcadores foram avaliados para caracterizar o grau de repercussão sistêmica do câncer gástrico, sem sucesso na prática clínica.

Bridas pós-operatórias: como abordar a obstrução abdominal?

As intercorrências pós-operatórias podem ocorrer e a principal ocorrência a longo prazo são as obstruções abdominais por aderência e bridas. Saiba mais.

Câncer colorretal: quais os principais aspectos dos tumores precoces?

Artigo de revisão analisa diferentes aspectos clínicos e patológicos da população com apresentação precoce de tumores colorretais.

Miotomia endoscópica (POEM): Um trabalho sobre o longo prazo

Um trabalho fez uma análise retrospectiva avaliou pacientes com pelo menos quatro anos de evolução após o POEM. Saiba mais

Micrometástase e células tumorais isoladas no câncer gástrico

Existem duas entidades que o significado clínico ainda está sendo determinado: micrometástase (MM) e células tumorais isoladas (CTI).

Encontrei uma lesão no pâncreas, e agora?

Com métodos de imagem mais apurados e rotineiros, um incontável número de lesões insuspeitas (incluindo no pâncreas) são encontradas.

Câncer gástrico: qual a melhor combinação de terapia adjuvante?

O câncer gástrico, apesar de avanços no tratamento, apresenta taxas de recidiva consideráveis mesmo após uma cirurgia dita com curativa.

Esofagectomia: anastomose intratorácica x anastomose cervical

Enquanto a anastomose intratorácica por cirurgia minimamente invasiva é desafiadora, a anastomose cervical possui relativa facilidade.

Colecistectomia: videolaparoscopia 2D ou 3D?

Estudo publicado World Journal of Surgery, comparou o uso de tecnologia 3D e 2D, em procedimentos de colecistectomia numa mesma instituição.

Escores de doenças hepáticas nas cirurgias de hepatopatas

Estudo do Journal of the American College of Surgeon analisa dois diferentes escores em pacientes submetidos a cirurgias não hepáticas.