Fernando Barros

Graduado em Medicina pela Universidade Federal Fluminense, Niterói, RJ. Ginecologista e Obstetra formado pela Maternidade Odete Valadares, rede FHEMIG; em Belo Horizonte, MG.

Como realizar o diagnóstico, manejo e tratamento da tricomoníase?

Tricomoníase é a doença sexualmente transmissível não viral mais comum do mundo e a terceira causa mais comum de corrimento…

11 meses atrás

Aborto legal no Brasil: abortamento com segurança

O abortamento é um tema polêmico em todo o mundo, que envolve questões religiosas, culturais e políticas e a diferenciação…

11 meses atrás

Candidíase Vulvovaginal: como caracterizar e tratar?

A candidíase vulvovaginal, segunda causa mais comum de sintomas de vaginite, caracteriza-se por sintomas de inflamação na presença de espécies…

1 ano atrás

Vaginose bacteriana: como identificar e abordar essa condição?

Existem vários tipos de corrimento, podendo ter causas infecciosas ou não infecciosas. Vamos focar neste texto na vaginose bacteriana.

1 ano atrás

Como realizar o manejo das patologias das glândulas de Bartholin?

As glândulas de Bartholin são glândulas redondas e muito pequenas localizadas bilateralmente na vulva, uma em cada lado da abertura…

2 anos atrás

Como diagnosticar e tratar o líquen escleroso?

Uma patologia que cursa com prurido vulvar é o líquen escleroso (LE). Essa doença pode ocorrer em mulheres de qualquer…

2 anos atrás

Como saber qual a melhor via de parto para a paciente?

Durante as consultas de pré-natal, me deparo com uma dúvida muito comum entre as pacientes: “como saber se posso ter…

2 anos atrás

Precisamos falar sobre condiloma plano

O condiloma plano é uma lesão dermatológica relativamente rara da sífilis secundária, apresentando-se como uma erupção cutânea.

2 anos atrás

O que é a úlcera de Lipschutz e como identificá-la

Descartando-se as causas infecciosas mais comuns de úlceras genitais, é de suma importância ter em mente o diagnóstico diferencial com…

2 anos atrás

Diagnóstico diferencial das úlceras genitais

Úlceras genitais estão frequentemente associadas à infeções sexualmente transmissíveis (IST’s). Como diferenciá-las e fazer o diagnóstico correto?

2 anos atrás