Ronaldo Gismondi

Editor-chefe médico da PEBMED ⦁ Pós-doutorado em Medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) ⦁ Coordenador da Cardiologia do Niterói D’Or ⦁ Professor da Universidade Federal Fluminense (UFF)

O tipo de atividade física praticado influencia a sobrevida?

A grande pergunta é: o benefício vem de um genérico “praticar esporte” e “ser ativo” ou será que o tipo de atividade influencia no grau de benefício?

Abordagem do paciente com disfunção ventricular grave de etiologia isquêmica

Qual seria a melhor abordagem para pacientes com fração de ejeção do ventrículo esquerdo abaixo de 40% acompanhado de dor precordial e/ou déficit segmentar?

Quando pensar em síndrome hemofagocítica em um paciente com SIRS?

A síndrome hemofagocítica é caracterizada por uma resposta inflamatória sistêmica, desencadeada pela ativação e proliferação inapropriada de linfócitos.

‘The Primary Outcome Fails’: quando nem tudo se resume ao valor de p

Agora discutiremos porque muito menos se deve tomar decisões do tipo sim/não ou significativo/não significativo apenas pelo corte de 0,05 do valor p.

Hipertensão Arterial Sistêmica: plano terapêutico

Mês passado fizemos uma revisão da abordagem prática ao paciente hipertenso. Agora é o momento de avaliarmos o que faremos com o tratamento do paciente.

Podemos confiar nos novos anticoagulantes?

Problemas com interação medicamentosa e a necessidade de monitorização frequente do INR sempre foram entraves no sucesso do tratamento.

Hipertensão Arterial Sistêmica: abordagem inicial do paciente

As doenças cardiovasculares são a principal causa de óbito no Brasil e no Mundo e a hipertensão arterial sistêmica (HAS) é o principal fator de risco.

Como realizar uma MRPA? Orientações para seus pacientes

A MRPA é uma técnica na qual você deverá realizar medidas da pressão arterial em casa e levará os resultados ao seu médico.

Entrar | Cadastrar