Paciente com déficit neurológico agudo: como abordar? [vídeo]

O paciente com déficit neurológico pode apresentar condições graves como o AVC ou condições benignas, dificultando a avaliação de seu quadro.

O paciente com déficit neurológico agudo pode apresentar desde condições graves, como o acidente vascular encefálico (AVC) e outros diversos tipos de AVC, até condições benignas como uma vertigem posicional paroxística benigna. Assim, devemos realizar uma avaliação rápida, objetiva, e sistematizada para chegar ao diagnóstico e instituir a terapia específica o quanto antes. 

Nesse episódio, Vinicius Zofoli, editor do portal PEBMED, convida Bruno Iepsen, neurologista pela USP, para discutir um caso real atendido no pronto socorro.  O paciente chega com um déficit neurológico agudo. Como atender esse caso?

Assista mais vídeos como este conteúdo pelo nosso canal no YouTube.

Tópicos abordados no vídeo

  • Avaliação inicial do paciente com déficit neurológico agudo
  • Passo a passo do atendimento?
  • Como indicar trombólise química e trombectomia mecânica
  • Mensagens práticas 

Siga PEBMED no Instagram, Facebook e no Twitter!

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe o Whitebook Tenha o melhor suporte
na sua tomada de decisão.
Referências bibliográficas: Ícone de seta para baixo
  • Rabinstein AA. Update on Treatment of Acute Ischemic Stroke. Continuum (Minneap Minn). 2020 Apr;26(2):268-286. doi: 10.1212/CON.0000000000000840