Leia mais:
Leia mais:
Histerectomia total videolaparoscópica em pacientes com endometriose profunda
Check-up Semanal: hipertensão arterial pulmonar, 10 erros comuns em UTI e mais!
Câncer de colo uterino: existe diferença na recuperação de histerectomia radical aberta ou videolaparoscópica?
Indicações das vacinas contra o HPV no Brasil
Aberta consulta pública para inclusão de cinco medicamentos contra o câncer no rol da ANS

Câncer de colo uterino: existe diferença na recuperação de histerectomia radical aberta ou videolaparoscópica?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Nos últimos trinta anos houve um grande avanço no campo da cirurgia minimamente invasiva (CMI) oncológica. Estudos recentes mostram que a CMI quando comparada a histerectomia radical aberta (HRA), apresenta índices de sobrevida similares, porém, com menores complicações cirúrgicas.

Câncer de colo uterino existe diferença na recuperação de histerectomia radical aberta ou videolaparoscópica

Análise recente: histerectomia radical aberta ou videolaparoscópica

Em abril de 2022, foi publicado um estudo retrospectivo pela American College of Surgeons National Surgical Quality Improvement Program (ACS NSQIP). Com o objetivo de identificar a incidência, tipo e grau de eventos adversos pós-operatórios em mulheres com câncer do colo do útero em estágio inicial submetidas a histerectomia radical minimamente invasiva (HRMI) vs. histerectomia radical abdominal (HRA), e determinar os fatores de risco associados a esses eventos adversos.

Leia também: Reino Unido está caminhando para eliminação do câncer de colo de útero

HRA teve uma incidência significativamente aumentada de qualquer evento adverso pós-operatório quando comparada à HRMI (31,2% versus 19,9%, p < 0,001). Houve uma maior incidência de infecção do sítio cirúrgico (ISC), tanto profunda quanto superficial, e maior sangramento, além de transfusões nas pacientes submetidas a HRA. Na regressão logística multivariada, a abordagem cirúrgica abdominal foi o único fator de risco significativamente associado a qualquer evento adverso pós-operatório (OR 1,4, IC 1,1-1,9, p=0,018).

Conclusão

Segundo os autores do estudo, a abordagem cirúrgica abdominal para histerectomia radical no câncer de colo de útero em estágio inicial foi associada a uma maior incidência de eventos adversos pós-operatórios em comparação com a abordagem minimamente invasiva. Este é mais um estudo que comprova a indicação de CMI para paciente oncológica, mostrando seus benefícios pós-operatórios e sua segurança.

Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
# Kohut AY, Kuhn T, Conrad LB, et al. 30-day postoperative adverse events in minimally invasive versus open abdominal radical hysterectomy for early-stage cervical cancer. The Journal of Minimally Invasive Gynecology. 2022 doi: 10.1016/j.jmig.2022.03.014.
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.