Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Caso Clínico / Caso clínico: perda súbita de visão após cirurgia de revascularização

Caso clínico: perda súbita de visão após cirurgia de revascularização

Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Homem, branco, 64 anos, hipertenso, diabético e ex-tabagista é internado para colecistectomia. Durante a internação, sofre um infarto agudo do miocárdio sem elevação do segmento ST (IAMSST). Avaliado, opta-se por o encaminhar para cirurgia de revascularização do miocárdio.

O procedimento é realizado com sucesso, tendo sido necessário 72 min de circulação extracorpórea e aproximadamente 50 min de clampeamento da aorta.

Três dias após, o paciente queixa-se de perda da visão, bilateral, progressiva, sem cefaleia associada, de padrão altitudinal – descrita por ele como se fosse “uma xícara de café se enchendo”, acometendo primeiramente o campo inferior da visão.

À fundoscopia, nota-se, edema de disco óptico.

Qual o diagnóstico?

O paciente é diagnosticado então com neuropatia óptica isquêmica anterior (NOIA) não arterítica. Enfermidade esta definida pela perda da visão, não dolorosa, de aspecto altitudinal, e de curso agudo/subagudo. Geralmente, não apresenta bom prognóstico e pouco da visão perdida pode ser recuperada.

São fatores de risco para NOIA: hipertensão, diabetes mellitus, apneia obstrutiva do sono, hipotensão noturna, hiperlipidemia, anemia, tabagismo, cirurgia cardíaca, cirurgia para catarata, dentre outros.

Confira outros casos:

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Autor:

Referência bibliográfica:

  • Morrow JM. Ischemic Optic Neuropathy. Continuum (Minneapp Minn) 2019; 25(5, Neuro-Ophthalmology): 1215–1235.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.