Casos de síndrome respiratória continuam altos, alerta Fiocruz

Tempo de leitura: 2 min.

De acordo com o novo relatório semanal do sistema InfoGripe, projeto da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), todos os estados do país seguem na zona de risco e com atividade semanal muito alta para síndrome respiratória aguda grave (SRAG), com predominância de 77,5% do novo coronavírus entre os casos confirmados.

Segundo os dados coletados, até o dia 26 de abril, o país teve 44,7 mil casos notificados. Mas com a previsão de atraso, a estimativa é que o número certo seja de 62,6 mil, com um intervalo de confiança de 55 mil a 75,4 mil.

No caso dos óbitos, foram 5,5 mil notificações, com estimativa de 7 mil, com intervalo de confiança de 6,3 mil a 8,4 mil.

Os números oficiais superam os totais de notificações de anos anteriores, como 2019, quando 39,4 mil casos foram confirmados, com 3,8 mil óbitos.

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Explosão de casos de SRAG

Após uma explosão de casos muito acima do padrão, observada entre os dias 8 a 21 de março, o que vinha sendo observado nas últimas semanas era um crescimento em ritmo menor dos casos de 22 de março a 4 de abril. Os pesquisadores, no entanto, recomendam cautela na interpretação de dados de semanas recentes em função do atraso de digitação observado.

O predomínio cada vez maior do novo coronavírus entre os casos e óbitos confirmados para algum tipo de vírus respiratório é outro ponto importante do boletim.

Dos 44.780 casos já reportados neste ano, 11.315 tiveram resultado positivo, destes 6.9% apontaram Influenza A, 3.6% Influenza B, 3.9% vírus sincicial respiratório, e 77.5% Covid-19. Outros 15.100 exames tiveram resultados negativos, e ao menos 14802 ainda aguardam resultado.

Entre os óbitos, 2452 já tiveram resultado positivo para algum vírus respiratório, 2059 foram negativos, e 719 aguardam resultado. Dentre os positivos, 92,7% correspondem ao novo coronavírus.

Até esta terça-feira, dia 12 de maio, foram registrados 177.589 casos confirmados, com 12.400 óbitos provocados pela Covid-19. Foram mais de 881 novos registros de óbitos acrescentados em 24 horas, segundo o Ministério da Saúde.

Rio de Janeiro: lockdown pode acontecer de forma intermitente por até dois anos

O relatório dos pesquisadores da Fiocruz enviado às autoridades governamentais do Rio de Janeiro na última semana é muito assertivo na defesa de adoção de medidas mais rígidas de isolamento.

Segundo os especialistas, a adoção tardia de lockdown “resultaria em uma catástrofe humana de proporções inimagináveis para um país com a dimensão do Brasil”.

Leia também: Covid-19: número real de casos é superior a 1,6 milhão no Brasil, estimam pesquisadores

A nota analisa ainda que, dada a inexistência de vacina, ações de lockdown podem ser utilizadas de forma intermitente por um longo período, de 18 a 24 meses.

Uma projeção realizada pelos especialistas mostra que, de acordo com o panorama atual, entre os dias 13 de maio e 22 de julho, o estado do Rio de Janeiro não teria leitos de UTI disponíveis, seja da rede pública ou particular.

Outra projeção mostra que o novo coronavírus deve se espalhar por praticamente todo o estado, mesmo naqueles municípios que atualmente têm menos de 50 casos confirmados.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Autora:

Referências bibliográficas:

Compartilhar
Publicado por
Úrsula Neves

Posts recentes

Orientação sexual, identidade e expressão de gênero: conhecendo para cuidar da população LGBTI+

A sexualidade humana é formada por quatro elementos: identidade de gênero, expressão de gênero, orientação…

16 horas atrás

Qual é a importância da tecnologia para a prescrição de medicamentos?

Confira neste artigo 3 tecnologias importantes para a prescrição de medicamentos e como elas ajudam…

16 horas atrás

Gravidez: o que acontece com as doenças oculares preexistentes?

Além das alterações que podem se desenvolver durante a gravidez, doenças oculares preexistentes também podem…

17 horas atrás

Bloqueio atrioventriucular total em paciente sem veia cava superior, e agora?

A ausência de veia cava superior é condição congênita rara, porém costuma estar associada a…

18 horas atrás

Pós-datismo: o que as mulheres esperam quanto a indução do parto vaginal

Foi publicado um artigo sobre o que as gestantes pensavam e queriam caso ocorresse o…

19 horas atrás

Anvisa concede autorização para ampliação do prazo de validade da vacina da Janssen

Nesta segunda-feira, 15, a Anvisa aprovou a ampliação do prazo de validade da vacina da…

20 horas atrás