Filtrar

Oftalmologia

Surto de conjuntivite: o que saber? (Parte II)

Para complementar o especial do mês passado sobre Surto de conjuntivite, nesse texto vão ser abordadas a conjuntivite bacteriana aguda e hiperaguda e a conjuntivite alérgica.

Surto de conjuntivite: o que saber?

A conjuntiva é uma membrana mucosa transparente que recobre a superfície interna das pálpebras e a superfície do globo até o limbo.

Calázio: você sabe o que causa e como tratar?

O calázio é causado pela retenção das secreções sebáceas das glândulas meibomianas ou de outras glândulas sebáceas do estroma subjacente.

Maioria dos médicos falha em diagnosticar a neurite óptica

Um novo artigo do JAMA Ophthalmology avaliou a incidência e caracterizou os fatores que contribuem para o overdiagnosis da neurite óptica.

Pterígio: a famosa “carninha” no olho

O termo pterígio vem do grego e significa “pequena asa”. Em geral, possui localização na conjuntiva nasal, embora possa também ocorrer na região temporal.

O que você precisa lembrar sobre os efeitos oculares do Zika Vírus?

Uma das infecções que mais mobilizou o país nos últimos dois anos foi a por ZIKA vírus, que teve os primeiros casos confirmados no Brasil em março de 2015.

Operar catarata está associado com menor mortalidade em mulheres?

Pesquisadores americanos examinaram a associação entre cirurgia de catarata e mortalidade por todas as causas e específica em mulheres mais velhas com catarata.

Cisto de inclusão conjuntival: causas, sintomas, diagnóstico e tratamento

Os cistos de inclusão conjuntival são derivados de uma inclusão do epitélio conjuntival para dentro da substância própria formando uma cavidade central cística.

Fatores de risco cardiovasculares e trombofílicos: qual é a relação com as oclusões de veias retinianas?

A oclusão de veia retiniana (OVR) representa a segunda maior causa de doença vascular retiniana e a principal causa retiniana de perda visual.

Degeneração macular relacionada à idade: o que o médico não oftalmologista precisa saber

Uma das informações mais divulgadas hoje em dia é que estamos vivendo cada vez mais. E isso leva a consequências, dentre elas o maior aparecimento de alterações degenerativas, como a DMRI.