Filtrar

Pediatria

Crianças internadas com pneumonia: é realmente eficaz associar macrolídeo ao tratamento com beta-lactâmico?

A pneumonia é uma das doenças mais comuns na infância, estando entre os principais motivos de internação pediátrica.

A real importância do mecônio na sala de parto

Em cerca de 10% das gestações ocorre a liberação de mecônio ainda intra-útero e isso pode ser um sinal de sofrimento fetal.

Como prevenir infecções na sala de espera pediátrica? Nova diretriz responde

No ambiente ambulatorial, prevenção e controle de infecções são práticas essenciais para garantir a segurança do paciente e prevenir a transmissão de agentes infecciosos.

Uso de medicamentos em creches e escolas: o que levar em consideração?

As crianças costumam desenvolver em torno de oito episódios infecciosos por ano, mas esse número aumenta bastante depois que as mesmas passam a frequentar creche e pré-escola.

Febre e dor em membros na Pediatria: como avaliar os diagnósticos diferenciais?

A febre é uma das queixas mais comuns nos atendimentos realizados em setores de emergência pediátrica, compreendendo uma gama de diagnósticos benignos ou não.

Tromboembolismo venoso pediátrico: como manejar?

O TEV no contexto intra-hospitalar é considerado como o segundo fator contribuinte para dano nos pacientes internados, só perdendo para as infecções relacionadas a cateter.

5 exames que devem ser evitados em crianças

Como parte da campanha Choosing Wisely, a seção de Endocrinologia da AAP publicou uma lista com cinco exames que devem ser evitados em crianças.

Como fazer a abordagem inicial da icterícia neonatal?

A icterícia é uma das afecções mais comuns do período neonatal e o profissional de saúde deve ter conhecimento das suas possíveis causas e diferentes evoluções em cada tipo de caso.

Qual o melhor método para diagnosticar a paralisia cerebral precocemente?

Quais são as avaliações mais precisas para diagnosticar a paralisia cerebral precocemente? É o que responde uma revisão sistemática publicada essa semana no JAMA Pediatrics.

Recém-nascidos devem receber vacina contra hepatite B nas primeiras 24 horas de vida

Novas recomendações da AAP dizem que os recém-nascidos clinicamente estáveis devem receber sua primeira dose da vacina contra hepatite B nas primeiras 24 horas de vida.