CBMEDE 2022: Congresso apresenta as principais aplicações da inteligência artificial (IA) na emergência

O médico Aleocídio Sette Balzanelo (SP) falou sobre as principais aplicações da inteligência artificial (IA) na emergência.

A mesa sobre gestão e tecnologia do Congresso Brasileiro de Medicina de Emergência Adulto e Pediátrica (CBMEDE 2022) trouxe temas atualizados sobre o tópico. O médico Aleocídio Sette Balzanelo (SP) falou sobre as principais aplicações da inteligência artificial na emergência.  

O palestrante aborda as diferenças entre inteligência artificial (IA), Machine Learning (ML) e Deep Learning (DL). IA engloba ML e DL. ML são algoritmos mais simples baseados em estatística. DL é uma composição mais complexa de algoritmos em camadas.  

médico usando inteligência artificial para compreender exame de imagem

Conceito do Digital Twin 

Construção de modelos digitais que simulam o comportamento do mundo real para testar hipóteses e a resposta em ambiente digital. Como exemplo foram feitos os seguintes questionamentos: “este paciente vai ter hipotensão após a intubação? Qual a probabilidade para cada combinação de drogas utilizadas?” 

Jornada do paciente versus aplicações de algoritmos já em uso

Pré-hospitalar > Triagem > Diagnóstico > Documentação > Alta

Pré-hospitalar: 

  • Predição do volume de atendimentos – capacity planning 
  • Detecção de surtos de doenças – anomaly detection
  • Auxílio no envio de ambulâncias – melhores rotas 
  • Direcionamento e regulação de vagas x recursos 
  • Transcrição de voz (ex: regulação do SAMU) 
  • Alertas gerados por wearables (como Apple Watch na detecção de arritmias) 
  • Análise de sintomas e triagem digital 

Triagem: 

  • Reconhecimento de imagens: abertura de ficha 
  • Predição de desfecho: sepse, infarto, DPOC/asma 
  • Predição de probabilidade de internação: planejamento de leitos
  • Personalização de escores de risco com dados do paciente 
  • Alocação de recursos e distribuição entre consultórios 

Diagnóstico (várias oportunidades de aplicação de métodos de IA): 

  • Sumarização de prontuário (processamento de linguagem)
  • Sugestão de escores baseados em contexto (clustering) 
  • Predição de descompensação e internação 
  • Segmentação de imagens: priorização em fila de laudo, achados de risco 
  • Análise de imagem e vídeo: auxílio à interpretação e cálculo de USG 
  • Processamento de sinais: ECG, monitores multiparamétricos 

Documentação  

  • Transcrição de voz 
  • Análise de contexto e sugestão de dados complementares da história 
  • Cálculo automático de escores de risco
  • Recomendação de prescrição 
  • Predição de texto 
  • Codificação automática (CID, TUSS) 

Alta 

  • Monitoramento do paciente com wearables 
  • Réguas de comunicação e engajamento

Ex: Philips CareSage – JMIR Research Protocols – Evaluating the Impact of a Web-Based Risk Assessment System (CareSage) and Tailored Interventions on Health Care Utilization: Protocol for a Randomized Controlled Trial 

Um ponto interessante da conferência foi mostrar que vários processos implementados e conhecidos em diversas realidades já utilizam algoritmos inteligentes para facilitar a execução das atividades.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe o Whitebook Tenha o melhor suporte
na sua tomada de decisão.