Home / Cirurgia / Cientistas consertam fraturas com ossos impressos em 3D

Cientistas consertam fraturas com ossos impressos em 3D

Cirurgia, Ortopedia, Saúde & Tecnologia
Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Com ossos sintéticos impressos em 3D, cientistas americanos conseguiram tratar com sucesso fraturas na coluna e no crânio de animais. O procedimento abre portas para futuros transplantes em humanos.

500x120

Chamado de “osso hiperelástico”, o material é capaz de regenerar osso, sem a necessidade de acrescentar fatores de crescimento. Ao utilizá-lo em lesões na coluna vertebral de camundongos e para consertar o crânio de um macaco, a equipe descobriu que o osso hiperelástico foi rapidamente integrado com o tecido circundante e iniciou a regeneração óssea.

No procedimento, o material remendou, rapidamente, os ossos da coluna vertebral dos roedores e curou o crânio do macaco em apenas quatro semanas, sem sinais de infecção e outros efeitos colaterais.

Veja também: ‘A tecnologia está mudando a medicina’

Composição

Feito principalmente de cerâmica e polímero, o osso hiperelástico é forte e flexível. É altamente poroso e absorvente, fatores importantes para a integração de células e tecidos.

Outros tipos de enxertos ósseos em desenvolvimento são, muitas vezes, frágeis demais para serem modelados e tratados por cirurgiões. O risco de serem rejeitados, uma vez dentro do corpo, é alto. Eles podem ser até muito caros ou difíceis de fabricar.

250x250-1

E mais: ‘Invenções médicas de baixo custo estão ajudando milhares de pessoas no mundo’

De acordo com os cientistas, muitos desses obstáculos seriam superados com o osso hiperelástico, já que o material é puramente sintético, barato e fácil de fazer. Além disso, podem ser facilmente transportado e armazenado.

A previsão é de que os testes com humano comecem em cinco anos.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Referências:

  • https://g1.globo.com/bemestar/noticia/2016/09/cientistas-consertam-fraturas-com-ossos-elasticos-impressos-em-3d.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.