Leia mais:
Leia mais:
Cirurgia na DREZ para dor crônica: Você sabe o que é?
Telas cirúrgicas: as telas biológicas são melhores?
Além da pandemia: retrospectiva 2020 de cirurgia
Por dentro do Whitebook: já conhece as imagens nos conteúdos de cirurgia?
Artrite reumatoide: Imunossupressão e risco após procedimentos cirúrgicos

Cirurgia bariátrica passa a ser classificada como eletiva essencial pelo Ministério da Saúde

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

A cirurgia bariátrica foi classificada como um procedimento eletivo essencial pelo Ministério da Saúde e, portanto, deve ser priorizada tanto na saúde pública como suplementar.

A recomendação integra as Diretrizes da Atenção Especializada no Contexto da Pandemia de Covid-19, publicada pela pasta.

As bariátricas tinham sido restringidas no Brasil desde o início da pandemia, em março de 2020, com uma queda de quase 70% no número de procedimentos realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Leia também: Cirurgia bariátrica para o tratamento da hipertensão intracraniana idiopática (HII)?

Cirurgia bariátrica passa a ser classificada como eletiva essencial pelo Ministério da Saúde

Cirurgia Eletiva Essencial

É destaque nas diretrizes publicadas pelo Ministério da Saúde o trecho que afirma que retardo no tratamento da obesidade pode resultar no aumento da morbimortalidade e que o atraso resultará em danos maiores aos pacientes, com maior custo e sobrecarga para o sistema de saúde a médio prazo.

“Explicamos que a cirurgia bariátrica teria que ser priorizada tal qual a cirurgia de câncer, como já previa a recomendação do Conselho Federal de Medicina (CFM) de 2020. É uma grande conquista para a sociedade geral, mas principalmente para os nossos pacientes”, salientou o diretor médico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), Luiz Fernando Córdova, que colaborou ativamente para a redação das novas diretrizes.

O especialista explicou que um dos objetivos do documento foi destacar que obesidade é uma doença crônica, que gera alto risco cardiovascular, associada a mais inflamação, formas graves de Covid-19 e que não cabe mais a visão da cirurgia bariátrica como um procedimento que possa ser sempre postergado.

Números de cirurgias no país

O número de cirurgias realizadas em 2019 — 68.530 — representa apenas 0,5% da população de portadores de obesidade grave, que atinge 13,6 milhões de indivíduos, com indicação de tratamento cirúrgico.

Na saúde pública foram realizadas 12.568 cirurgias bariátricas no mesmo período. Um crescimento de 10,2% se comparado a 2018. Já na saúde suplementar 52.699 cirurgias bariátricas foram feitas, um crescimento de 6,4% se comparado a 2018. Já entre as cirurgias particulares, pagas integralmente pelos pacientes, o número foi de 3.263 procedimentos no país.

Saiba mais: Cirurgia bariátrica em cirróticos é uma opção?

“O único tratamento comprovadamente eficaz à longo prazo para a obesidade e doenças associadas, como diabetes e hipertensão arterial, é praticamente inacessível para pessoas que dependem do sistema público e dos planos de saúde”, explicou o presidente da SBCBM, o médico Marcos Leão Vilas Boas.

Dados de 2020

Até o momento, foram realizadas 2.859 cirurgias pela saúde pública neste ano. Em 2019, no mesmo período, já haviam sido feitas 5.382 bariátricas pelo SUS.

A queda de 60% pelo SUS deve-se à suspensão das cirurgias eletivas com o início da pandemia. Vale ressaltar que em janeiro deste ano foram 904 cirurgias realizadas e, em julho, 32.

As bariátricas passaram a ser retomadas após a recomendação do Conselho Federal de Medicina (CFM), no mês de maio, mas ainda em ritmo lento.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar