Cirurgia na DREZ para dor crônica: Você sabe o que é?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

DREZ (dorsal root entry zone) é uma sigla em inglês que determina a zona de entrada da raiz dorsal na medula espinhal. Tal termo foi transcendido ao procedimento microcirúrgico que provoca lesão na zona de entrada da raiz dorsal, com o intuito de melhora da dor crônica intratável, e como alternativa para tratamento de espasticidade.

DREZ
Fig. 1: Imagem de lesionectomia na DREZ.

DREZ

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

As principais indicações para cirurgia de lesões na DREZ são:

  •  Lesões por avulsão da raiz nervosa: como as lesões por estiramento, que ocorrem comumente nos acidentes de motocicleta.
  • Lesão medular que provoca dor em nível inferior à lesão.
  • Neuralgia pós herpética: para pacientes com dor de caráter neuropático após quadros de Herpes Zoster.
  •  Dor do membro fantasma: pacientes que referem dor na porção do membro que foi amputado.
  • Alternativa para tratamento para espasticidade em pacientes refratários à medicação.

Apesar do primeiro caso ter sido tratado utilizando a técnica da cirurgia de DREZ descrita em 1972, e ser escrito para melhora da dor associada à invasão de plexo braquial por um tumor de Pancoast, a indicação desta cirurgia para casos oncológicos é contraditória na literatura.

Complicações: 

Além das complicações intrínsecas a qualquer procedimento cirúrgico, as complicações neurológicas mais frequentes são: paresia (fraqueza) ou perda da propriocepção (noção segmentar do corpo). As complicações ocorrem em 10% dos casos, mas só a metade (5%) podem se tornar permanentes.

Resultados:

Na dor por avulsão nervosa, apresenta uma melhora significativa a longo prazo de 80-90%. Pacientes paraplégicos com algum segmento abaixo da lesão apresentam 80% de melhora, porém quando esse tipo de dor é em todo o corpo abaixo da lesão, a melhora passa a ser de apenas 30%.

Autor(a): 

Referência bibliográfica: 

  • Sindou M. Microsurgical DREZotomy (MDT) for pain, spasticity, and hyperactive bladder: a 20-year experience. Acta Neurochir (Wien). 1995;137(1-2):1-5. doi: 10.1007/BF02188771. PMID: 8748859.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar