Clortalidona x hidroclorotiazida no tratamento da hipertensão arterial - PEBMED

Clortalidona x hidroclorotiazida no tratamento da hipertensão arterial

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Publicado em fevereiro de 2020, na JAMA Internal Medicine, o estudo que vamos discutir teve como objetivo avaliar os resultados entre os usos de clortalidona e hidroclorotiazida no tratamento da hipertensão arterial.

cadastro portal

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Hipertensão arterial

O estudo corte controlado multicêntrico e observacional teve como seus desfechos primários infarto agudo do miocárdio (IAM), hospitalização por insuficiência cardíaca (IC), acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico ou hemorrágico, doenças cardiovascular e morte súbita cardíaca.

Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas no risco de infarto do miocárdio, insuficiência cardíaca hospitalizada, acidente vascular cerebral ou resultados cardiovasculares entre indivíduos que recebem clortalidona e hidroclorotiazida.

A clortalidona apresentou risco aumentado de distúrbios eletrolíticos, insuficiência renal aguda, doença renal crônica e diabetes mellitus do tipo 2.

Leia também: Tratar hipertensão noturna reduz risco cardiovascular?

Take-home message

Nesse estudo foi concluído que a clortalidona não estava associada a benefícios cardiovasculares quando comparado com hidroclorotiazida, causando maior risco de alterações eletrolíticas e renais. Para melhor conclusão sobre o assunto, está sendo aguardado resultado de ensaio clínico randomizado.

Autor:

Referência bibliográfica:

  • George Hripcsak, MD, MS., et al. Comparison of Cardiovascular and Safety Outcomes of Chlorthalidone vs Hydrochlorothiazide to Treat Hypertension, JAMAInternal Medicine: February 17, 2020.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar