Clostridioides difficile na pediatria: devemos realizar profilaxia secundária com vancomicina?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Segundo um estudo publicado no jornal Pediatrics, a profilaxia oral secundária com vancomicina durante o recebimento de antibióticos sistêmicos reduz o risco de infecção por Clostridioides difficile (ICD) recorrente em pacientes pediátricos com história prévia dessa condição. 

Leia também: Novo guideline para tratamento de infecções por Clostridioides difficile

Clostridioides difficile na pediatria: devemos realizar profilaxia secundária com vancomicina?

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Infecção por Clostridioides difficile

A ICD está entre as infecções mais frequentes nos Estados Unidos. As taxas de recidiva e recorrência são estimadas em 25% e podem causar morbidade e mortalidade significativas. Aproximadamente 30–40% dos lactentes são colonizados com C. difficile e são amplamente assintomáticos. No entanto, após o primeiro ano de vida, as taxas de colonização assintomática diminuem e a prevalência de colonização é paralela a de adultos, com uma taxa de 3–8%. Crianças com ICD prévia correm um risco muito maior de infecções subsequentes em comparação com controles não infectados (até 30% dos pacientes com C. difficile apresentam recorrência). Além disso, é importante lembrar que aproximadamente um terço das crianças com câncer são colonizadas por essa bactéria.

Frequentemente, a vancomicina oral é prescrita como profilaxia secundária em pacientes adultos como forma de reduzir o risco de recorrência de infecção por Clostridioides difficile durante a antibioticoterapia concomitante. Apesar de essa ser uma prática muito utilizada em adultos, não havia sido ainda estudada em Pediatria. Sendo assim, o objetivo do estudo foi avaliar a utilidade da profilaxia oral secundária com vancomicina em pacientes pediátricos com ICD anterior que receberam exposição subsequente a antibioticoterapia sistêmica. 

Metodologia do estudo

Os pesquisadores realizaram uma avaliação de coorte retrospectiva multicêntrica, incluindo pacientes com idade igual ou inferior a 18 anos com qualquer história de ICD clínica e recebendo antibióticos sistêmicos em uma internação subsequente de 2013 a 2019. Os pacientes que receberam profilaxia oral secundária com vancomicina concomitante ao uso de antibióticos foram comparados com que não a receberam. O desfecho primário foi a recorrência de ICD dentro de um período de oito semanas após a exposição ao antibiótico. Também foram avaliados a infecção com enterococos resistentes à vancomicina e fatores de risco para a recorrência de ICD. 

A profilaxia oral secundária com vancomicina foi definida como doses de vancomicina enteral de 10 mg/kg (até 125 mg/dose) a cada 12 horas, durante o uso concomitante de antibióticos. A duração foi planejada para continuar enquanto o paciente estivesse em uso de agentes antimicrobianos sistêmicos e por 5 dias após o término da antibioticoterapia. No entanto, a prática variou e a duração foi deixada a critério do provedor.

Saiba mais: Colite por Clostridioides difficile: qual a melhor abordagem cirúrgica?

Foram selecionados 148 pacientes, sendo que 74 foram excluídos, principalmente por causa da falta de um uso subsequente de antibióticos sistêmicos após o episódio inicial de ICD. Dos 74 pacientes incluídos no estudo, 30 receberam a profilaxia oral secundária com vancomicina e 44 não a receberam. Os pacientes que receberam a profilaxia receberam mais fluoroquinolonas e carbapenêmicos e tiveram maior uso de antibióticos e maior tempo de internação (mediana de 13 versus 6,5 dias; P = 0,009). Além disso, a incidência de recorrência de ICD dentro de oito semanas de exposição ao antibiótico foi significativamente menor em pacientes que receberam a profilaxia (3% versus 25%; P = 0,02), apesar deste grupo ter mais fatores de risco para recorrência. Os pesquisadores também relataram que não houve infecções por enterococos resistentes à vancomicina em nenhum paciente de nenhum dos grupos. Por fim, após o ajuste em uma análise multivariável, a profilaxia secundária com vancomicina oral foi associada a menos risco de recorrência (odds ratio: 0,10; P =0,04).

Conclusão

Nesse estudo, a profilaxia secundária com o uso de vancomicina oral mostrou-se como uma prática clinicamente eficaz e bem tolerada em pacientes pediátricos com alto risco de recorrência de infecção por Clostridioides difficile. Todavia, apesar de serem excelentes, esses resultados precisam ser validados através de ensaios clínicos randomizados.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Bao H, Lighter J, Dubrovskaya Y, et al. Oral Vancomycin as Secondary Prophylaxis for Clostridioides difficile Infection. Pediatrics. 2021;148(2):e2020031807. doi:10.1542/peds.2020-031807
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar