Neurologia

Combinação de atividades saudáveis reduz risco de demência de Alzheimer; veja quais

Tempo de leitura: 2 min.

doença de Alzheimer é caracterizada por uma demência tardia progressiva que conduz ao declínio da capacidade cognitiva. Essa patologia cognitiva acomete cerca de 5% da população mundial acima de 65 anos. Um estudo recente, publicado na revista Neurology, indica que a combinação de atividades saudáveis pode reduzir o risco de demência de Alzheimer em até 60%.

Para chegar nessa conclusão, os pesquisadores fizeram uma revisão dos dados de dois estudos, Chicago Health and Aging Project (idade média de 73 anos) e Memory and Aging Project (idade média de 81 anos), totalizando 2.765 participantes. Um escore de estilo de vida saudável de 0 a 5 foi definido a partir dos seguintes fatores:

  • Não fumar;
  • Praticar ≥150 minutos por semana atividade física moderada/vigorosa;
  • Consumo de álcool leve a moderado;
  • Consumir uma dieta mediterrânea-DASH de alta qualidade;
  • Participar de atividades cognitivas.

Leia mais: Quais são as novidades no tratamento da doença de Alzheimer?

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Hábito saudável x Alzheimer

No total, 608 participantes apresentaram demência de Alzheimer durante o acompanhamento médio de 5,8 anos. Para cada fator adicional de estilo de vida saudável, as taxas de demência foram 27% menores (HR 0.73; IC 95%: 0.66 a 0.80).

Em comparação com os participantes com nenhum ou apenas um fator saudável, o risco de demência de Alzheimer foi 37% menor (HR 0,63, IC 95% 0,47-0,84) naqueles com dois a três fatores e até 60% menor (HR 0.40; IC 95%: 0,28 a 0,56) naqueles com quatro a cinco fatores.

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que uma combinação de diversas atividades saudáveis pode reduzir o risco de demência de Alzheimer. O próximo passo é determinar qual é o melhor momento de iniciar essas intervenções.

Veja também: Pesquisadores brasileiros desenvolvem método inédito para identificar os primeiros sinais de Alzheimer

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referência bibliográfica:

  • Healthy lifestyle and the risk of Alzheimer dementia. Findings from 2 longitudinal studies. Klodian Dhana, Denis A. Evans, Kumar B. Rajan, David A. Bennett, Martha C. Morris. Neurology Jul 2020, 95 (4) e374-e383; DOI: 10.1212/WNL.0000000000009816
Compartilhar
Publicado por
Vanessa Thees

Posts recentes

Hematoma subdural: caso clínico na emergência [podcast]

Neste episódio, o Dr. Felipe Nóbrega vai falar sobre o hematoma subdural no contexto de…

2 horas atrás

Acometimento neurológico em crianças com síndrome hemolítico-urêmica típica: dados de uma revisão retrospectiva

A síndrome hemolítico-urêmica (SHU) é um quadro grave, sendo a principal causa de insuficiência renal…

2 horas atrás

Anestesia e hipotireoidismo

O hipotireoidismo é uma das doenças endócrinas mais comuns e caracterizado pela baixa atividade da…

3 horas atrás

Cinco dicas para falar sobre fertilidade com seus pacientes

De acordo com um estudo realizado em Nova Jersey, nos EUA, apenas 25% das mulheres…

4 horas atrás

CHEST 2021: Abordagem da fístula aérea persistente em pacientes com pneumotórax

Pacientes com pneumotórax são cada vez mais comuns dentro da UTI, especialmente no contexto da…

5 horas atrás

CHEST 2021: Tratamento cirúrgico no DPOC: quando e como indicar?

A DPOC acomete milhões de pessoas em todo o mundo e é a terceira maior…

6 horas atrás