Combinação de fibrose pulmonar e enfisema (CFPE)

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

A combinação de fibrose pulmonar e enfisema (CFPE) já é descrita desde 1960, porém foi oficialmente reconhecida por Cottin et al em 2005 e tem ganhado destaque nos últimos anos pelo aumento de sua prevalência. A doença é caracterizada pela presença de enfisema pulmonar predominante em lobos superiores e doença intersticial em lobos inferiores, acometendo tipicamente homens de meia idade ou idosos com história de tabagismo atual ou prévio. 

CFPE

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Características da CFPE

A CFPE é resultante de vários mecanismos, entre eles alterações genéticas (como as telomeropatias), o tabagismo como um potente causador de enfisema e alterações intersticiais pulmonares secundárias, o desenvolvimento de doenças intersticiais em portadores de enfisema, exposições ambientais como o asbesto e o próprio envelhecimento. Entre os indivíduos tabagistas assintomáticos, cerca de 3,1% possuem CFPE. Portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) possuem alterações intersticiais incipientes em cerca de 4-9% dos casos. Já em pacientes com fibrose pulmonar idiopática (FPI), a presença de enfisema chega até 50% da população.

A hipertensão pulmonar (HP) é uma característica da doença, presente em até 50% dos casos, com forte associação à extensão das alterações intersticiais e enfisematosas na tomografia de tórax. A presença de HP confere pior prognóstico aos pacientes, com sobrevida média de 25% em 5 anos. Além disso, a HP tende a ser mais grave quando comparada a outras doenças intersticiais, os pacientes são mais sintomáticos, muitos em classe funcional III ou IV e caminham menos no teste de caminhada de seis minutos. Além do maior risco de desenvolvimento de hipertensão pulmonar, o câncer de pulmão também possui incidência elevada nesses pacientes quando comparados aos que possuem apenas enfisema ou doença intersticial. O carcinoma de células escamosas é o mais encontrado.

O diagnóstico é clínico e tomográfico, sendo a prova de função pulmonar pseudo-normal com redução acentuada da difusão de monóxido de carbono (DLCO). As características da CFPE fazem com que a mecânica pulmonar se equilibre e resulte em volumes pulmonares falsamente normais. Fato esse que torna a DLCO mandatória no seguimento a longo prazo da doença. Além disso, outras formas para seguimento incluem a saturação periférica de oxigênio e a tomografia de tórax.

O tratamento se baseia na cessação de tabagismo, o tratamento da doença intersticial de base (quando possível), manejo de comorbidades como HP e câncer, suplementação de oxigênio quando indicado e reabilitação para todos. O transplante de pulmão é uma alternativa para aqueles com doença avançada e muito limitados que possuem menos de 65 anos. 

Leia também: Transplante de pulmão na Covid-19: quando pensar e indicar?

Mensagens práticas

  • A CFPE faz parte do grupo das doenças tabaco-relacionadas com aumento de casos nos últimos anos;
  • A espirometria desses pacientes é normal, com redução acentuada da DLCO;
  • O prognóstico depende da extensão da fibrose e do enfisema, com importante prevalência de hipertensão pulmonar;

Autor:

Referências bibliográficas:

  • ​​Zhao A, Gudmundsson E, Mogulkoc N, et al. Mortality in combined pulmonary fibrosis and emphysema patients is determined by the sum of pulmonary fibrosis and emphysema.ERJ Open Res 2021; 7: 00316-2021 [DOI: 10.1183/23120541.00316-2021];
  • V. Cottin, J. Le Pavec, G. Prévot, H. Mal, M. Humbert, G. Simonneau, J-F. Cordier. European Respiratory Journal 2010 35: 105-111; DOI: 10.1183/09031936.00038709;
  • Koo HJ, Do K-H, Lee JB, Alblushi S, Lee SM (2016) Lung Cancer in Combined Pulmonary Fibrosis and Emphysema: A Systematic Review and Meta-Analysis. PLoS ONE 11(9): e0161437. https://doi.org/10.1371/journal.pone.0161437;
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar