Pebmed

Cadastre-se grátis
Home / Clínica Médica / Conheça as três fases dos exames laboratoriais

Conheça as três fases dos exames laboratoriais

Tempo de leitura: 3 minutos.

Como sabemos, os resultados dos exames laboratoriais são de fundamental importância para a prática médica diária, em todos os níveis de atenção à saúde. Estima-se que por volta de 70% das decisões e diagnósticos médicos são realizados tomando-se como base os testes de laboratório. Resultados laboratoriais incorretos podem causar sérios danos ao paciente e à saúde pública em geral, na medida em que levam a diagnósticos e condutas médicas equivocadas.

Diante desse cenário, mostra-se imprescindível o conhecimento das fases dos exames laboratoriais, e as possíveis não conformidades em cada uma delas. Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), o erro laboratorial pode ser definido como a “falha de uma ação planejada que não se completou como foi proposta, ou o uso de um plano incorreto para alcançar uma meta, que pode ocorrer em qualquer parte do ciclo do laboratório (desde o pedido da análise até o laudo de resultado e sua interpretação e a reação aos erros)”.

As etapas dos exames laboratoriais podem ser divididas em três grandes categorias: a fase pré-analítica, a analítica e a pós-analítica.

A fase pré-analítica (que engloba desde a indicação pré-teste, passando pela solicitação/requisição do exame, orientação ao paciente, coleta da amostra biológica, sequência de tubos, identificação, triagem, acondicionamento, transporte, até a entrada do material para a análise em si) vem ganhando bastante importância, já que atualmente é a fase onde se concentra a maior parte dos erros laboratoriais.

Leia maisQuais exames complementares um serviço deve oferecer?

Além de algumas etapas não serem de influência direta do laboratório, outras dificuldades como a alta rotatividade de funcionários e a falta de treinamento e conscientização dos mesmos, contribuem para esse elevado índice de não conformidades. As potenciais inadequações dessa fase são:

  • Solicitação equivocada do médico;
  • Escrita ilegível ou abreviações grosseiras;
  • Falta de indicação médica;
  • Interpretação errada da solicitação médica;
  • Perda da solicitação médica;
  • Falta de orientação ou preparo incorreto do paciente;
  • Uso de drogas de abuso e de medicamentos;
  • Não observância da influência do ritmo biológico;
  • Erro na identificação do paciente;
  • Garroteamento prolongado;
  • Troca de tubos;
  • Coleta da amostra inadequada;
  • Coleta em tubo equivocado ou na sequência incorreta;
  • Amostra coletada em membro com rota de infusão intravenosa;
  • Tubo sem material;
  • Proporção inadequada entre sangue e anticoagulante;
  • Hemólise e/ou lipemia;
  • Processo de centrifugação equivocado;
  • Acondicionamento fora da temperatura recomendada;
  • Perda ou contaminação do tubo.

Com o avanço da tecnologia, do controle da qualidade das análises, da informatização, e da automação dos processos, os erros laboratoriais da fase analítica, isto é, àquela que se refere a etapa de execução do exame propriamente dita, foram bastante mitigados. Os erros mais comuns dessa etapa incluem:

  • Falha na calibração e manutenção de equipamentos;
  • Variações de energia elétrica;
  • Água reagente fora das especificações técnicas;
  • Erros na diluição de calibradores e controles;
  • Insumos mal acondicionados e/ou degradados;
  • Aspiração de bolhas de ar, microcoágulos ou fibrina;
  • Interferentes;
  • Estabilidade da amostra prejudicada;
  • Temperatura ambiente ou a de reação inadequados;
  • Erros em cálculos e em diluições da amostra.

Após a coleta e análise dos dados, os exames de laboratório chegam a última etapa, a fase pós-analítica. Assim que o resultado final é extraído do sistema analítico, de forma manual ou informatizada, o laudo é confeccionado e interpretado pelo médico. As principais não conformidades desse processo englobam:

  • Laudos incompletos;
  • Resultados ilegíveis;
  • Transcrição inadequada dos resultados;
  • Falhas na impressão e/ou transmissão do laudo;
  • Unidades erradas;
  • Erros nos valores de referência;
  • Interpretação equivocada dos resultados.

Os laboratórios clínicos devem ser capazes de ter o controle dos processos, com a implementação de indicadores da qualidade e rastreabilidade de todo o ciclo, reduzindo assim as chances de erros. Nas situações em que os resultados forem incompatíveis com a clínica, levando a uma suspeita de não conformidade em alguma etapa do processo, o médico deverá sempre entrar em contato com o laboratório clínico, para que juntos possam esclarecer eventuais dúvidas, iniciar uma investigação, chegando a uma resposta e conclusão adequada.

É médico e quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autor:

Referências:

  • CLSI H3-A6, Procedures for the Collection of Diagnostic Blood Specimens by Venipuncture; Approved Standard, 6.ed.
  • Gestão da Fase Pré-Analítica: Recomendações da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica / Medicina Laboratorial (SBPC/ML). 1.ed. Rio de Janeiro: Grafitto; 2010.
  • SBPC/ML. Recomendações da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial para coleta de sangue venoso. 2.ed. Barueri: Minha Editora; 2010.
  • SBPC/ML. Recomendações da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML): coleta e preparo da amostra biológica. Barueri: Minha Editora; 2014.
  • SBPC/ML. Recomendações da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML) : fatores pré-analíticos e interferentes em ensaios laboratoriais. 1.ed. Barueri: Manole, 2018.
  • Vieira KF, Shitara ES, Mendes ME, Sumita NM. A utilidade dos indicadores da qualidade no gerenciamento de laboratórios clínicos. J Bras Patol Med Lab. 2011;47(3):201-10.
  • ABNT AMN ISO/TS 22367:2009. Laboratório clínico. Redução do erro através da gestão de riscos e melhoria contínua (ISO/TS 22367:2008, IDT).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.