Página Principal > Otorrinolaringologia > Corticoide via oral previne surdez em crianças com otite média com efusão?
otite média

Corticoide via oral previne surdez em crianças com otite média com efusão?

Tempo de leitura: 2 minutos.

A otite média com efusão (OME) é uma inflamação que acomete o ouvido médio, por meio do acúmulo de líquido na cavidade timpânica, e pode levar à perda da audição se não tratada, principalmente em crianças. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), até 60% dos casos de surdez em pessoas com até 15 anos podem ser evitados com o tratamento adequado. A cirurgia é um dos principais métodos para impedir complicações auditivas decorrentes da doença, porém o procedimento gera custos e não é tão prático quanto a medicação via oral, por exemplo.

Com o objetivo de analisar a eficácia de um tratamento alternativo com base em anti-inflamatórios esteroides via oral na prevenção da surdez em crianças com OME, pesquisadores conduziram um estudo na Inglaterra e no País de Gales, entre 2014 e 2016, com 389 pacientes na faixa etária de 2 a 8 anos.

Leia mais: Qual tratamento tem melhor custo-benefício para otite média aguda em lactentes?

O critério utilizado era que os participantes fossem diagnosticados com otite média com efusão há pelo menos 3 meses antes do início da pesquisa ou que tivessem perda auditiva, comprovada por meio de audiometria, no mesmo período retroativo. O levantamento excluiu indivíduos com doenças congênitas ou hereditárias e com comorbidades.

Os participantes foram separados aleatoriamente em dois grupos, o primeiro grupo foi medicado durante 7 dias com prednisolona solúvel (20 mg para crianças de 2 a 5 anos, e 30 mg para as de 6 a 8 anos), o outro grupo recebeu placebo. Após o tempo de acompanhamento, a perda de audição nos pacientes do grupo medicado com o corticoide foi revertida em 40% dos casos (n=73), porém a percentagem foi de 33% (n=59) no grupo do placebo (odds ratio 1,36 p=0,16).

A pesquisa comprovou que, apesar de haver uma melhora na audição das crianças medicadas com prednisolona solúvel, não houve diferença significativa em relação àquelas que receberam apenas placebo. O uso do corticoide via oral também não impactou positivamente nos resultados secundários, na melhora da qualidade de vida do paciente e nem nos custos do tratamento da OME.

Tenha em mãos informações objetivas e rápidas sobre práticas médicas. Baixe o Whitebook.

Referências:

  • Monasta L, Ronfani L, Marchetti F, et al: Burden of disease caused by otitis media: systematic review and global estimates. PLoS ONE 7: e36226, 2012.  doi.org/10.1371/journal.pone.0036226
  • www.nacoesunidas.org/oms-11-bilhao-de-pessoas-podem-ter-perdas-auditivas-porque-escutam-musica-alta
  • Francis NA et al. Oral steroids for resolution of otitis media with effusion in children (OSTRICH): A double-blinded, placebo-controlled randomised trial. Lancet 2018 Aug 18; 392:557. (https://doi.org/10.1016/S0140-6736(18)31490-9)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.