Coronavírus

Covid-19: Anvisa concede autorização para pesquisa clínica da vacina ButanVac

Tempo de leitura: 2 min.

Nesta quarta, 9, a Anvisa concedeu autorização para a pesquisa clínica da vacina do Instituto Butantan, a ButanVac. Desta forma, os testes em voluntários poderão ser iniciados no Brasil. Será a primeira vez que a ButanVac será testada em humanos, tendo a pesquisa conduzida em fases clínicas em 1 e 2. Até então, o imunizante só havia sido testado em animais.

O Instituto Butantan ainda deve apresentar outras informações complementares sobre os testes da vacina em andamento. Após isso, será dado início aos experimentos com voluntários.

Leia também: Covid-19: Anvisa alerta que testes para diagnóstico não atestam proteção vacinal

A autorização

A Anvisa e o Instituto Butantan realizaram durante meses uma intensa troca de informações e de reuniões para que todos os aspectos do estudo estivessem claros e com garantias de segurança aos voluntários diante da aplicação da ButanVac. A aprovação das pesquisas será publicada nesta quinta-feira, 10, no Diário Oficial da União.

Como será feita a pesquisa

As fases 1 e 2 de pesquisa da ButanVac estão divididas em três etapas, sendo elas A, B e C. A Anvisa está concedendo autorização para a etapa A, que irá envolver 400 voluntários. As fases clínicas 1 e 2 têm previsão de seis mil voluntários com 18 anos ou mais, ao todo.

As doses da vacina serão administradas em duas doses, com intervalo de 28 dias entre a primeira e a segunda dose. Elas devem ser aplicadas no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) e no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP).

A produção da Butanvac

O imunizante contra a Covid-19 será o primeiro produzido no Brasil sem a necessidade de importação de matéria-prima de outros países, diferentemente da Coronavac e a vacina da AztraZeneca/Oxford, que ainda precisam do insumo farmacêutico ativo (IFA) importados para sua fabricação em território brasileiro, pelo menos por enquanto. A Fiocruz já recebeu aprovação da Anvisa para produção do IFA da vacina da AstraZeneca.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referência bibliográfica: 

Compartilhar
Publicado por
Luciano Lucas

Posts recentes

Anemia Falciforme: você pode ser um portador deste traço

A anemia falciforme atinge um grande número de brasileiros, dessa forma, os diretos do portador…

1 hora atrás

Escabiose: orientações para o sucesso do tratamento

É importante o paciente com escabiose seguir algumas orientações para tratar a dermatose. Saiba quais…

16 horas atrás

Outubro rosa: Câncer de vulva: update 2021

As neoplasias de vulva respondem apenas por 4% das neoplasias ginecológicas. Saiba mais.

16 horas atrás

Palpação convencional x ultrassom para procedimentos neuroaxiais

Procedimentos neuroaxiais, como punção lombar diagnóstica, são realizados através da palpação de pontos de referência…

17 horas atrás

Covid-19: Pfizer anuncia que dose de reforço de sua vacina tem eficácia de 95,6%

Um estudo da Pfizer trouxe a informação de que a dose de reforço da vacina…

18 horas atrás

Doenças mais comuns da população negra

No Dia da Mobilização e Visibilidade da Saúde da População Negra, preparamos um especial sobre…

19 horas atrás