Covid-19: Conselho Brasileiro de Oftalmologia lança Manual para Retomada das Atividades

Tempo de leitura: 3 min.

No final de maio o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) lançou um documento que aborda os quesitos necessários para a segurança do médico oftalmologista, sua equipe e o paciente na retomada das atividades eletivas oftalmológicas, em tempos de Covid-19.

Leia também: Qual o papel dos oftalmologistas na epidemia pelo novo coronavírus?

Quanto à equipe de clínicas e consultórios de oftalmologia orienta-se:

  • Cuidados fora do ambiente de trabalho:
    • É recomendado não ter contato com familiares do grupo de risco (pessoas com comorbidades e idosos);
    • Usar máscara de proteção desde a saída de sua residência até o retorno;
    • Caso não possa evitar transporte público, usar máscara e utilizar álcool gel para higiene das mãos com frequência;
    • Não utilizar adornos e manter o cabelo preso ao sair de casa;
    • Evitar tocar olhos, nariz e boca e higienizar adequadamente as mãos com água e sabão;
    • Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;
    • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência;
    • Ao chegar em casa retirar sapato e deixá-los em local isolado. As roupas devem ser lavadas o quanto antes com água e sabão.
  • Cuidados no ambiente de trabalho:
    • Ao chegar na Instituição, passar pelos procedimentos de higienização das mãos com água e sabão e posteriormente com álcool 70%;
    • Orientar roupas e calçados exclusivos para atividades na instituição de oftalmologia, trocados diariamente;
    • Realizar paramentação conforme necessidade e atividade a ser realizada;
    • Uso do faceshield para recepção, auxiliar de enfermagem e serviços gerais.

Veja também: Junho Violeta: mês de conscientização e prevenção do ceratocone

Dentre as recomendações de sala de espera e atendimento aos pacientes orienta-se:

  • Disponibilização de álcool gel para pacientes, acompanhantes e colaboradores;
  • Solicitar que cada paciente preferencialmente não venha acompanhado. Para os casos que necessite, orienta-se que leve apenas 1 pessoa;
  • Intensificação da rotina de higienização das salas de espera (a cada 15 min), bem como dos consultórios e salas de exames (a cada atendimento realizado);
  • Se possível, evitar o confinamento dos pacientes, acompanhantes e colaboradores em ambientes fechados e/ou, climatizados por ar-condicionado. Recomenda-se manter as janelas abertas e o ambiente o mais arejado possível;
  • Acomodação dos pacientes de maneira a manter a distância de segurança recomendada em locais fechados (1 m);
  • Uso obrigatório de máscaras de todos do recinto, enquanto durar a pandemia.

 

É colocado como sugestão aos colegas oftalmologistas:

  • Lavar frequentemente as mãos com água e sabonete, alternativamente higienizar as mãos com álcool líquido ou em gel 70%;
  • Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e boca com lenço ou com o braço, e não com as mãos;
  • Se houver sintomas de gripe, tosse e/ou febre, informar para afastamento;
  • Evitar tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas. Ao tocar, lavar sempre as mãos como já indicado;
  • Não compartilhar objetos pessoais;
  • Evitar aglomeração de pessoas, sobretudo em ambientes onde não seja possível garantir a ventilação adequada. Aumento do intervalo de marcação da agenda dos médicos;
  • Usar o protetor de respiração do biomicroscópio;
  • Dar preferência a realizar oftalmoscopia indireta ou biomicroscopia de fundo. NÃO REALIZAR OFTALMOSCOPIA DIRETA;
  • Salas e uso de instrumentos devem ser higienizados com álcool à 70% após cada atendimento de paciente.
  • Os médicos, técnicos de enfermagem e pessoal de apoio estão obrigados ao uso de EPIs em TODOS os atendimentos (com ou sem suspeita de Covid-19);
  • Diante deste cenário, a aferição da pressão intraocular é recomendada com tonômetro de aplanação. Não é recomendado a utilização do tonômetro de sopro pelo risco de contaminação. A desinfecção dos tonômetros deve ser realizada antes e após a medição de cada paciente.
  • No Centro Cirúrgico
    • Paciente/responsável legal deve assinar o termo de consentimento de pandemia antes de qualquer procedimento cirúrgico;
    • O uso de campo cirúrgico estéril descartável cobrindo toda a face do paciente é sugerido.

Quer ler o manual completo? Acesse https://www.cboinfocovid19.com.br/app_covid19

Autor(a):

Referencias bibliográficas:

  • Conselho Brasileiro de Oftalmologia. Manual de Boas Condutas para Retomada de Atividades Eletivas em Oftalmologia em Tempos de Covid-19 – Versão Atualizada. Acesso: 09 de junho de 2020
Compartilhar
Publicado por
Juliana Rosa

Posts recentes

ACC 2021: finerenone e redução de fibrilação atrial

Uma análise secundária do FIDELIO-DKD, que avaliou o finerenone em desfechos cardiovasculares e renais, foi…

10 horas atrás

Check-up Semanal: ondansetrona na gestação, mucormicose pós-Covid-19 e mais! [podcast]

Hoje no Check-up Semanal comentamos sobre ondansetrona na gestação, mucormicose pós-Covid-19 e mais. Confira!

11 horas atrás

Extração de colostro: como é em gestantes diabéticas?

Uma revisão selecionou estudos relevantes sobre extração de colostro no período gestacional em mulheres diabéticas.…

12 horas atrás

Inteligência artificial na medicina baseada em evidências: como é?

Através da inteligência artificial, os dados são analisados e interpretados a fim de encontrar padrões…

13 horas atrás

Avaliação placentária através do Doppler das artérias umbilicais

Um artigo da revista Elsevier discutiu possibilidades de avaliação placentária através do Doppler das artérias…

14 horas atrás

Trombocitopenia e trombose após vacina contra Covid-19

Foram publicados na literatura casos de trombocitopenia e eventos trombóticos após administração da vacina Oxford…

15 horas atrás