Covid-19 e neurologia: AVC de grandes vasos como apresentação de Covid-19 em jovens

Tempo de leitura: 2 min.

Recentemente, o The New England Journal of Medicine publicou um comunicado de caráter informativo, relatando 5 casos de adultos jovens (todos com menos de 50 anos), que foram diagnosticados com AVC de grandes vasos e, ao mesmo tempo todos tiveram resultados positivos para SARS-COV-2, ou seja Covid-19.

Sobre os pacientes observados

A idade dos pacientes eram: 33, 37, 39, 44 e 49 anos de idade; sendo quatro homens e uma mulher (paciente mais jovem). Desses 5 pacientes, apenas um paciente tinha histórico de AVC, sendo o único que fazia uso de medicações regulares (AAS e atorvastatina), dois pacientes diabéticos e dois pacientes totalmente hígidos. Em relação aos sintomas do Covid-19, 2 pacientes eram assintomáticos, e o restante apresentava febre, tosse, cefaleia e letargia.

Leia também: Neurologia e coronavírus: relatado primeiro caso de encefalite associada à infecção

No exame de admissão no serviço de emergência, os 5 casos tinham um NIHSS score (escala quantitativa da severidade e magnitude do déficit neurológico após o Acidente Vascular Cerebral) em torno de 17, o que, pela magnitude, é compatível com AVC ocorrendo em grandes vasos. O local da oclusão referido, nesses pacientes, foi em artéria carótida interna, artéria cerebral média e artéria cerebral posterior.

Sobre o estudo

No estudo retrospectivo realizado em Wuhan, epicentro da epidemia na China, a incidência de AVC em pacientes hospitalizados com Covid-19, foi de aproximadamente 5%, sendo o paciente mais jovem com 55 anos. Presume-se que o mecanismo esteja relacionado a coagulopatia e disfunção endotelial. Esta não a primeira correlação de AVC e coronavírus, sendo em 2004, tal condição foi relacionada com surto de SARS-COV1, em Singapura.

Por fim, o artigo chama atenção para uma correlação importante. O distanciamento social, o isolamento e a relutância para procurar atendimento em emergência devido a pandemia, podem contribuir para piores desfechos, exemplificando que dois dos pacientes demoraram a chamar a ambulância por receio de serem levados ao hospital.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Oxley TJ, et al. Large-Vessel Stroke as a Presenting Feature of Covid-19 in the Young. [internet] The New Eng Journ of Med. 2020 Abr 28. doi: 10.1056/NEJMc2009787.
Compartilhar
Publicado por
Pedro Henrique de Abreu Macedo

Posts recentes

PEBMED e HA: consequências neonatais da infecção por Covid-19 em gestantes [podcast]

No podcast de hoje, o médico de família Marcelo Gobbo apresenta as principais evidências sobre…

5 horas atrás

Ministério da Saúde retira grávidas sem comorbidades do grupo de vacinação contra a Covid-19

Vacinação contra Covid-19: Ministério autoriza o uso das vacinas da Pfizer e Coronavac em gestantes…

7 horas atrás

Doença de Crohn: novo escore para predição de terapia biológica precoce

Recentemente desenvolveu-se um escore clínico capaz de guiar a seleção do tratamento inicial de portadores…

9 horas atrás

Da dama da lâmpada aos heróis da saúde: desafios da enfermagem no Brasil

A história da enfermagem no Brasil possui marcos importantes que contribuíram para a construção da…

9 horas atrás

Suporte ventilatório não invasivo na Covid-19: quando intubar?

Estudo verificou que o uso de suporte ventilatório não invasivo como primeiro suporte foi fator…

11 horas atrás

Covid-19: FDA autoriza uso emergencial da vacina Pfizer em adolescentes de 12 a 15 anos

O Food and Drug Administration (FDA) autorizou o uso emergencial da vacina Pfizer-BioNTech COVID-19 em…

12 horas atrás