Covid-19 em crianças: o que o enfermeiro precisa saber?

Tempo de leitura: 2 min.

A pandemia de Covid-19, vivenciada a nível global, tem levantado questionamentos sobre os impactos da doença na população pediátrica. Até o momento, os estudos mostram que o risco de infecção de crianças pelo vírus SARS-Cov-2 é similar aos adultos, entretanto a doença provoca sintomas respiratórios brandos ou casos assintomáticos, sendo raríssimos os casos com sintomas respiratórios graves.

Covid-19 em crianças

Assim como nos adultos, a criança com Covid-19 pode desenvolver febre, tosse, congestão nasal, dor de garganta, taquipneia, sibilos e pneumonia. Além disso, é mais comum que crianças também desenvolvam sintomas gastrointestinais como vômitos e diarreia.

Para prevenir a transmissão do vírus, o enfermeiro deve orientar a criança, de acordo com o seu nível de entendimento, e sua família, a maneira correta de higienizar as mãos e a frequência com que deve ser feita, enfatizando o uso de álcool 70% em gel ou água e sabão. É importante esclarecer que higienizar as mãos com água e sabão, e usar álcool em gel após não é recomendado.

Orientar os pais que utilizem áreas como varandas e quintais de suas residências para realizarem banho de sol, importante para produção de vitamina D, principalmente nos bebês. Se não for possível, pode ser aproveitado o feixe de luz solar que entra pela janela em determinados períodos do dia.

Leia também: Uso de máscaras de tecido no combate à Covid-19 é uma estratégia eficaz?

A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que o Calendário Nacional de Imunização seja seguido, uma vez que não vacinar aumenta a vulnerabilidade de bebês e crianças para outras doenças. Entretanto, os pais devem ser orientados a entrarem em contato com a unidade básica de saúde mais próxima, afim de se informar sobre possíveis alterações nos horários de vacinação da criança, em decorrência da Campanha Nacional contra Influenza.

O aleitamento materno deve ser continuado, caso a mãe esteja com Covid-19. Entretanto, ela deve higienizar as mãos antes de tocar a criança e fazer o uso de máscara durante a amamentação. Se preferir, a mãe pode fazer ordenha do seu leite e solicitar que outro familiar saudável oferece o leite em copinho ou colher. Não existem estudos que apontem a transmissão do vírus através do leite materno. Os riscos de transmissão do vírus da mãe para o bebê são inferiores aos inúmeros benefícios oferecidos pelo aleitamento materno.

Outras medidas gerais para prevenção também devem ser orientadas como permanecer em casa, evitar sair desnecessariamente com a criança, não receber visitas, se possível, limpeza de superfícies e telas (celulares, tablets, etc), limpar/lavar brinquedos e objetos, manter a casa arejada, janelas abertas e orientar medidas de etiqueta respiratória.

Para saber mais, baixe o aplicativo Nursebook e acesse todos os conteúdos sobre Covid-19 gratuitamente.

Autora:

Referências bibligráficas:

  • Carvalho AP, et al. Orientações a Respeito da Infecção pelo SARS-CoV-2 (conhecida como COVID-19) em Crianças. Sociedade Brasileira de Pediatria, março, 2020.
  • Calendário Vacinal Da Criança E A Pandemia Pelo Coronavírus. Sociedade Brasileira de Pediatria, Sociedade Brasileira de Imunizações, março, 2020.
  • Matos ALVP. O Aleitamento Materno nos Tempos de COVID-19! Sociedade Brasileira de Pediatria, março, 2020.
Compartilhar
Publicado por
Nathalia Schuengue

Posts recentes

Ceratite infecciosa e lentes de contato: O que precisamos saber?

A ceratite infecciosa é a complicação mais séria que pode decorrer do uso de lentes…

17 horas atrás

Hemorragia intracraniana em pacientes que tomam anticoagulantes orais

A hemorragia intracraniana é potencialmente devastadora associada à terapia anticoagulante. Sua reversão é uma emergência. Saiba…

17 horas atrás

Covid-19: Pesquisa do Ministério da Saúde vai avaliar comportamento dos brasileiros durante a pandemia

A PrevCOV do Ministério da Saúde tem o objetivo de entender o comportamento da Covid-19…

19 horas atrás

Formigamento no dedo mínimo da mão: pode ser a síndrome do túnel cubital

A síndrome do túnel cubital é a segunda neuropatia compressiva mais comum (perde apenas para…

20 horas atrás

Eliminando o câncer de colo de útero em tempos de Covid-19

No ano de 2020, os 194 países da OMS foram convocados, pela primeira vez, a…

21 horas atrás

Covid-19: papel da homocisteína na estratificação de risco

As diferenças epidemiológicas entre os países sugere que fatores étnicos e genéticos tenham impacto nas…

22 horas atrás