Covid-19: Produzimos anticorpos neutralizantes mas não os detectamos devidamente

Tempo de leitura: 3 min.

Frente a pandemia da síndrome respiratória aguda denominada Covid-19, causada pelo vírus SARS-CoV-2, um dos aspectos principais na vigilância populacional da doença e possível resposta quanto a imunidade adquirida consiste no diagnóstico sorológico e a detecção de anticorpos neutralizantes.

Leia também: Covid-19: portaria torna obrigatória notificação de resultados de testes

Eficácia dos testes para Covid-19 desenvolvidos

O desenvolvimento de testes acurados e rápidos são de fundamental importância para o controle da Covid-19. Vários testes estão sendo desenvolvidos e outros já disponíveis baseados em metodologias diversas, alguns deles conhecidos como point-of-care. Mas devido a ampla variação de resultados obtidos em estudos em populações em diferentes países, questiona-se a acurácia dos testes disponíveis e a possível detecção de anticorpos neutralizantes pelos métodos utilizados.

De forma a tentar responder a algumas dessas questões, Bastos et al. (2020) realizaram uma revisão sistemática e meta-análise sobre a acurácia dos testes sorológicos disponíveis atualmente para diagnóstico da Covid-19. Dentre os estudos analisados publicados, a sensibilidade dos métodos de ensaio imunoenzimático (ELISAs) para IgM ou IgG apresentou valores de 84,3% (IC 95%: 75,6 a 90,9%), enquanto os imunoensaios de quimioluminescência (CLIAs) e imunoensaio de fluxo lateral (LFIAs) apresentaram sensibilidade de 97% (IC 95%: 46,2 a 100%) e 66% (IC 95%: 49,3 a 79,3%), respectivamente. Em todos os estudos, a metodologia LFIA, utilizada em testes do tipo point-of-care apresentaram baixa acurácia, especialmente quando utilizados os testes comercializados. Adicionalmente tais métodos disponíveis não discriminam a presença de anticorpos neutralizantes.

Saiba mais: Covid-19: novo teste de anticorpos IgG é aprovado no Brasil

Por outro lado, Kreer et al. (2020) utilizaram uma abordagem metodológica envolvendo a detecção direta de 4.313 células B específicas para SARS-CoV-2 em 12 pacientes com Covid-19 no período de 8 a 69 dias após o diagnóstico inicial. Foram isolados 255 anticorpos, sendo que 28 deles apresentaram atividade neutralizante efetiva contra a partícula viral, com baixos níveis de mutação somática na região V. Curiosamente os precursores das células B produtoras desses anticorpos neutralizantes foram encontrados em 48 indivíduos saudáveis não previamente expostos ao SARS-CoV-2.

Achados

Tais achados indicam que ainda não temos disponíveis métodos sorológicos eficazes no diagnóstico de Covid-19 aguda ou convalescente. O desenvolvimento de metodologias que incluam a detecção direta de anticorpos neutralizantes se faz necessário para obtenção de melhores valores de acurácia e especialmente à redução dos valores de resultados falso-negativo.

Outras informações sobre os métodos sorológicos disponíveis podem ser observadas nas referências abaixo.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Andreano E, Nicastri E, Paciello I, Pileri P, Manganaro N, Piccini G., Manenti A, Pantano E, Kabanova A, Troisi M, et al. Identification of neutralizing human monoclonal antibodies from Italian Covid-19 convalescent patients. BioRxiv, 2020.
  • Brouwer PJM, Caniels TG, van der Straten K, Snitselaar JL, Aldon Y, Bangaru S, Torres JL, Okba NMA, Claireaux M, Kerster G, et al. Potent neutralizing antibodies from Covid-19 patients define multiple targets of vulnerability. Science, 2020;(80-. ):
  • Duan K, Liu B, Li C, Zhang H, Yu T, Qu J, Zhou M, Chen L, Meng S, Hu Y, et al. Effectiveness of convalescent plasma therapy in severe Covid-19 patients. Proc. Acad. Sci. 2020;117:202004168.
  • Ju B, Zhang Q, Ge J, Wang R, Sun J, Ge X, Yu J, Shan S, Zhou B, Song S, et Human neutralizing antibodies elicited by SARS-CoV-2 infection. Nature, 2020.
  • Kreer C, Zehner M, Weber T, Ercanoglu MS, Gieselmann L, Rohde C, Halwe S, Korenkov M, Schommers P, Vanshylla K, Di Cristanziano V, Janicki H, Brinker R, Ashurov A, Krähling V, Kupke A, Cohen-Dvashi H., Koch M, Eckert JM, Lederer S, Pfeifer N, Wolf T, Vehreschild MJGT, Wendtner C, Diskin R, Gruell H, Becker S, Klein F. Longitudinal isolation of potent near-germline SARS-CoV-2-neutralizing antibodies from Covid-19 patients. Cell, doi: https://doi.org/10.1016/j.cell.2020.06.044.
  • Lisboa BM, Tavaziva G, Abidi SK, et al. Diagnostic accuracy of serological tests for covid-19: systematic review and meta-analysis. BMJ. 2020;370:m2516. Published 2020 Jul 1. doi:10.1136/bmj.m2516
Compartilhar
Publicado por
Rafael Duarte

Posts recentes

Ceratite infecciosa e lentes de contato: O que precisamos saber?

A ceratite infecciosa é a complicação mais séria que pode decorrer do uso de lentes…

17 horas atrás

Hemorragia intracraniana em pacientes que tomam anticoagulantes orais

A hemorragia intracraniana é potencialmente devastadora associada à terapia anticoagulante. Sua reversão é uma emergência. Saiba…

17 horas atrás

Covid-19: Pesquisa do Ministério da Saúde vai avaliar comportamento dos brasileiros durante a pandemia

A PrevCOV do Ministério da Saúde tem o objetivo de entender o comportamento da Covid-19…

19 horas atrás

Formigamento no dedo mínimo da mão: pode ser a síndrome do túnel cubital

A síndrome do túnel cubital é a segunda neuropatia compressiva mais comum (perde apenas para…

20 horas atrás

Eliminando o câncer de colo de útero em tempos de Covid-19

No ano de 2020, os 194 países da OMS foram convocados, pela primeira vez, a…

21 horas atrás

Covid-19: papel da homocisteína na estratificação de risco

As diferenças epidemiológicas entre os países sugere que fatores étnicos e genéticos tenham impacto nas…

22 horas atrás