Medicina Laboratorial

Covid-19: recomendações da FDA para o uso de testes sorológicos após vacinação

Tempo de leitura: 2 min.

Covid-19 ainda gera muitos questionamentos que necessitam de mais tempo e estudos para serem devidamente esclarecidos. E, certamente, uma das principais perguntas a serem respondidas é: até o momento, os testes de anticorpos (sorologia) são recomendados para se avaliar a imunidade pós-vacinal?

Nesse contexto, para tentar guiar os profissionais da saúde e o público em geral sobre o papel dos exames sorológicos, a Food and Drug Administration (FDA), órgão norte-americano equivalente à Anvisa, emitiu um comunicado de segurança que aborda alguns aspectos importantes desses testes.

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Testes sorológicos após vacinação

Principais pontos do comunicado:

  • De uma forma geral, os ensaios sorológicos podem ser capazes de detectar uma resposta imune (produção de anticorpos) induzida naturalmente (contato prévio com o SARS-CoV-2), ou através de vacinação (a depender do tipo de teste/kit e da vacina aplicada);
  • Eles podem ser utilizados como uma ferramenta auxiliar na identificação de pacientes que tiveram uma infecção anterior. Entretanto, até agora, faltam dados sobre sua aplicabilidade em pessoas vacinadas;
  • Os testes atualmente autorizados ainda não foram avaliados para se determinar o grau de proteção/imunidade gerado por uma resposta imunológica decorrente de vacinação;
  • Até este momento, não se sabe ao certo o significado e a repercussão prática da presença ou ausência de anticorpos circulantes, incluindo os indivíduos anteriormente expostos e as pessoas vacinadas com um esquema completo ou incompleto de doses;
  • Embora um teste de anticorpo negativo possa indicar uma falha da resposta imunológica, mais estudos são necessários para compreender esse resultado;
  • Qualquer indivíduo, mesmo que apresente um teste de anticorpo positivo, deve manter todas as precauções e recomendações preventivas dos órgãos de saúde;
  • As diferentes vacinas disponíveis induzem a uma produção de anticorpos contra alvos/proteínas viras diversas;
  • Os testes de anticorpos não podem ser utilizados para diagnosticar a Covid-19 na sua fase aguda;
  • Caso os resultados dos testes sorológicos sejam indevidamente interpretados como um indicativo de imunidade/proteção contra a Covid-19, há um grande risco da população diminuir as medidas protetivas recomendadas, o que pode levar a um aumento do risco de infecção e transmissão da doença.

Leia também: Anticorpos neutralizantes no SARS-CoV-2

Conclusão

Devido à ampla gama de testes sorológicos disponíveis e de diferentes modelos de vacinas, a depender do ensaio utilizado e da história do paciente, a interpretação desses resultados pode ser desafiadora.

Some-se a isso o fato de ainda não haver a comprovação de que, uma vez produzido anticorpos (e em que concentrações), eles serão capazes de conferir proteção/imunidade e/ou que possam interromper a cadeia de transmissão.

Portanto, de acordo com os dados que possuímos atualmente, o FDA não recomenda a utilização dos testes sorológicos para se avaliar o nível de imunidade dos indivíduos, especialmente, mas não exclusivamente, após a vacinação.

No Brasil, a Anvisa também emitiu uma nota sobre o tema. Saiba mais aqui.

Autor:

Referências bibliográficas:

Compartilhar
Publicado por
Pedro Serrão Morales

Posts recentes

Podemos usar a troponina para diferenciar IAM tipo 1 de outras causas de lesão miocárdica?

Há muitas causas de aumento de troponina além do IAM, identificar a causa do aumento…

26 minutos atrás

Delirium em pacientes com Covid-19

Artigo abordou o delirium na Covid-19, chamando a atenção dos profissionais de saúde para um…

1 hora atrás

A felicidade nas empresas: Chief Happiness Officer (CHO), uma nova possibilidade profissional

Felicidade não é só uma questão pessoal. Pessoas felizes adoecem menos e desenvolvem maior resiliência…

2 horas atrás

Manejo das infecções virais durante a gestação

Infecções virais durante a gestação são muito comuns e podem levar a aumento da morbimortalidade…

18 horas atrás

Anestesia no Paciente Chocado: confira os conteúdos atualizados em Anestesiologia

O app nº 1 do Brasil conta mais de 100 conteúdos publicados esta semana. Atenção…

19 horas atrás

Diagnóstico e manejo da encefalopatia de Hashimoto

A encefalopatia de Hashimoto é caracterizada por início subagudo de confusão com alteração do nível…

19 horas atrás