Página Principal > Whitebook > Crise de cefaleia: como manejar?
pilulas diversas de medicamentos

Crise de cefaleia: como manejar?

Nessa semana listamos os principais pontos do protocolo 2018 da ABN para o tratamento da cefaleia aguda. Por isso, em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook Clinical Decision, explicamos como manejar a crise de cefaleia.

Veja as melhores condutas médicas no Whitebook Clinical Decision!

Este conteúdo deve ser utilizado com cautela, e serve como base de consulta. Este conteúdo é destinado a profissionais de saúde. Pessoas que não estejam neste grupo não devem utilizar este conteúdo.

Objetivos

  • Alívio sintomático rápido;
  • Prevenção da recorrência das crises;
  • Saber reconhecer os “sinais de alarme” (red flags), que indicam uma investigação mais apropriada da cefaleia: maior que 50 anos, início súbito, piora da frequência ou da intensidade, história de câncer ou HIV, febre ou sinais sistêmicos, sinais neurológicos focais, papiledema ou história de TCE.

Modelo de Prescrição

  • 1. Dieta oral livre.
  • 2. Acesso venoso salinizado.
  • Se sinais de desidratação/instabilidade hemodinâmica:
  • 3. Ringer Lactato IV. Estimar volume conforme grau de necessidade.
  • Se dor muito intensa: Suporte inicial
  • 4. Soro Glicosado 5% 20 mL + Dipirona Sódica 1000 mg (2 mL) + Metoclopramida 10 mg (2 mL) + Dexametasona 10 mg (2 mL). Administra IV, lentamente.
  • 5. Tratamento sintomático:
  • Opções Parenterais
  • • Sumatriptano (6 mg/0,5 mL) 6 mg SC, até de 12/12 horas;
  • • Hidrocortisona (100 mg/frasco) 100 mg IV de 6/6 horas por 24 horas; em seguida, de 8/8 horas por 24 horas e, após, de 12/12 horas por 24 horas;
  • • Clorpromazina (25 mg/5mL) 0,1 mg/Kg diluído em SF 0,9% 50 ml IV em 2 minutos. Repetir até 2x, se necessário.
  • • Diidroergotamina 0,25-0,5 mg IV em 2 minutos, em cateter heparinizado. Se bem tolerado, fazer dose de manutenção de 0,5-1 mg IV de 8/8 horas, por 2-3 dias.
  • Opções Orais
  • • Sumatriptano (50 mg/Cp) 50-100 mg VO (máximo: 200 mg/dia).
  • • Zolmitriptano (2,5 mg/Cp) 2,5 mg VO (máximo: 10 mg/dia).
  • • Ergotamina (1 mg/Cp) 2 mg VO (máximo: 6 mg/dia).
  • • Cafergot (100 mg cafeína + 1 mg Ergotamina/tablete) 100/1 mg VO, a cada 30 minutos, até o máximo de 6 Cp/dia;
  • • Paracetamol (500 mg/Cp) 500 mg VO de 6/6 horas.
  • • Naproxeno (250-500 mg/Cp) 500 mg VO de 12/12 horas.
  • Suporte
  • 6. Metoclopramida (10mg/2mL): Administrar 2 mL IV, até de 8/8 horas, em caso de náusea ou vômito.
  • Opção: Metoclopramida (4mg/mL) 50 gotas VO/SNE, a cada 8/8 horas.
  • Opção: Metoclopramida (10mg/Cp) 10 mg VO/SNE, a cada 8/8 horas.
  • Opção: Bromoprida (10mg/2mL) 10 mg IV, a cada 8/8 horas.
  • Opção: Bromoprida (4mg/mL) 1-3 gotas/Kg VO/SNE, a cada 8/8 horas.
  • 7.Oxigênio sob máscara à critério médico (Utilidade comprovada na cefaleia em salvas).
  • 8.Repouso no leito.

Outras Cefaleias Primárias

  • Cefaleia em Salvas
  • • Sumatriptano (50 mg/Cp) 50-100 mg VO (máximo: 200 mg/dia);
  • • Zolmitriptano (2,5 mg/Cp) 2,5 mg VO até de 6/6 horas;
  • • Ergotamina (1 mg/Cp) 2 mg VO até de 8/8 horas;
  • • Cafergot (100 mg cafeína + 1 mg Ergotamina/tablete) 100/1 mg VO, a cada 30 minutos, até o máximo de 6 Cp/dia;
  • • Paracetamol (500 mg/Cp) 500 mg VO de 6/6 horas;
  • • Naproxeno (250-500 mg/Cp) 500 mg VO de 12/12 horas.

 

  • Cefaleia Tensional
  • • Paracetamol (650 mg/Cp) 650 mg VO a cada 4-6 horas;
  • • Acido acetilsalicílico (650 mg/Cp) 650 mg a cada 4-6 horas;
  • • Diclofenaco (50-100 mg/Cp) 50-100 mg VO até de 6/6 horas;
  • • Ibuprofeno (200 mg/Cp) 400 mg VO até de 4/4 horas;
  • • Naproxeno (500 mg/Cp) 500 mg VO de 12/12 horas;
  • • Amitriptilina (25 mg/Cp) 10-50 mg VO à noite;
  • • Nortriptilina (10-75 mg/Cp) 10-75 mg VO à noite.
Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia-a-dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica. Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.

3 Comentários

  1. MUITO BOM jA TESTEI ESTE PROTOCOLO EFICIENTE E BEM TOLERADO. SOMENTE TER CUIDADO COM SUCEPTIBILIDADES INDIDUAIS. PARABENS A EQUIPE QUE O ELABOROU

  2. HUMBERTO LEDA BOTELHO

    Há comparação de triptanos? Experiência minha que o rizatriptano tem menos sonolência e analgesia mais rápida. Procede em trials?

  3. Olá, Humberto. Sou neurologista e um dos colunistas da PEBMED. Se serve de auxílio, aqui vão alguns comentários sobre a comparação entre os triptanos e também algumas dicas de materiais e fontes com estudos sobre o assunto:

    Espero que seja útil. Att – Henrique

    – Sumatriptano 6mg SC é o que possui menor NNT: 2,3 para alívio da dor em 2h. Mas se considerarmos apenas os orais, o rizatriptano é o de melhor eficácia.

    o Crises sem aura: sumax SC tem mais rapidez, porém também mais efeitos adversos; spray nasal geralmente atua mais rápido( zolmitriptan)

    o Com náusea leve: Wafers (dispersão oral) podem ser interessantes,; mas não atuam mais rápido porque não são absorvidos na mucosa bucal.

    o Náusea intensa: spray triptano pode ser útil, mas a disgeusia que causa pode levar a mais náusea

    o Pra crises que intensificam rápido ou as já fortes desde o despertar pela manhã ou naquelas que cursam com vômito precoce: triprtano injetável costuma ser mais eficiente.

    o Crises leves, mas que podem aumentar rápido; ou para quem precisa de ação rápida: há formulações orais que tendem a atua mais rápido (diclofenac powder for oral solution,10 solubilized (liquid-containing) NSAID formulations (eg, ibuprofen) effervescent acetylsalicylic acid (ASA), and the sumatriptan fast-dissolving tablet

    FONTES:

    1) · Scottish Intercollegiate Guidelines
    Network (SIGN). SIGN provides a
    clinical guideline for the diagnosis and
    management of headache in adults,
    including assessment tools and treatment
    recommendations.
    http://www.sign.ac.uk/pdf/sign107.pdf

    2) Toward Optimized Practice (TOP).
    TOP provides a variety of resources
    for headache management, including
    guidelines and assessment tools.
    http://www.topalbertadoctors.org/cpgs/10065

    3) Worthington I, Pringsheim T, Gawel MJ,
    et al. Canadian Headache Society Guideline:
    acute drug therapy for migraine headache.
    Can J Neurol Sci 2013;40(5 suppl 3):S1YS80

    4) Thorlund K, Mills EJ, Wu P, et al. Comparative
    efficacy of triptans for the abortive treatment
    of migraine: a multiple treatment comparison
    meta-analysis. Cephalalgia 2014;34(4):258Y267.
    doi:10.1177/0333102413508661.

    – – –

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.