Página Principal > Colunistas > Deficiência de vitamina do complexo B na infância: quando pensar?
mãe e filha em consulta com pediatra

Deficiência de vitamina do complexo B na infância: quando pensar?

Tempo de leitura: 4 minutos.

O complexo B é um grupo de vitaminas hidrossolúveis, as vitaminas B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3 (niacina), B5 (ácido pantotênico), B6 (piridoxina), B7 (biotina), B9 (ácido fólico) e B12 (cobalamina). Tratam-se de coenzimas de vias metabólicas, logo, suas deficiências podem se manifestar de diversas maneiras. Suas fontes são semelhantes, e, em virtude disso, geralmente podem ser observadas na mesma pessoa deficiências de mais de uma vitamina do complexo.

TIAMINA (B1): importante na produção de energia celular a partir de carboidratos e necessária na síntese de acetilcolina. Principais fontes: carnes e cereais integrais. Sua carência é conhecida como BERIBÉRI, inicia-se com sintomas gerais e inespecíficos como anorexia, perda de peso, vômitos e diarreia. Pode evoluir de duas formas clínicas, o beribéri seco ou forma cerebral e paralítica (polineuropatia progressiva, em casos graves, encefalopatia de Wernicke e Wernicke-Korsakoff) e o beribéri úmido ou forma edematosa e cardíaca (edema, palidez, taquicardia e insuficiência cardíaca). O óbito é secundário ao acometimento cardíaco.

QUANDO PENSAR? Frente a quadros de anorexia nervosa, cirurgia de derivação gástrica, dietas restritivas, diálise crônica, uso crônico de diuréticos, nutrição parenteral por tempo prolongado, erros inatos do metabolismo.

RIBOFLAVINA (B2): essencial para a multiplicação celular (cicatrização) e respiração celular (transporte de elétrons). Suas principais fontes são leite e derivados, carnes, folhas verde-escuras e vísceras. Uma pequena quantidade é sintetizada por bactérias intestinais. É necessária no metabolismo da piridoxina. Os sinais e sintomas da deficiência são: queilose, glossite, ceratite e conjuntivite, fotofobia e lacrimejamento, acentuação de vascularização da córnea e dermatite seborreia.

QUANDO PENSAR? Ingestão inadequada (dieta limitada em carnes e laticínios), falha na absorção (cirrose, nefrites, insuficiência cardíaca, aumento das necessidades).

NIACINA (B3): essencial ao metabolismo de carboidratos, lipídeos e proteínas (controlam níveis de colesterol, glicose e triglicerídeos). Constituem o NAD e NADP que são cofatores da cadeia transportadora de elétrons e da glicólise. Suas principais fontes são: carnes vermelhas, vísceras, peixes, crustáceos, aves, levedo de cerveja, graças de cereais, leguminosas e castanha-do-pará. Tem síntese endógena por bactérias intestinais e a partir do triptofano.  Inicialmente o quadro clínico de sua carência é inespecífico, com sintomas gerais. Cronicamente, evolui com as manifestações características, dermatite, diarreia e demência, os 3 D’s.

QUANDO PENSAR? Populações com escassez alimentar em países pobres, doenças que cursem com má-absorção e dietas restritivas.

ÁCIDO PANTOTÊNICO (B5): sua deficiência é extremamente rara e não apresenta quadro clínico específico.

PIRIDOXINA (B6): participa do metabolismo de lipídeos, carboidratos e alguns aminoácidos. Importante na regulação do sistema nervoso, atuando como coenzima na síntese de neurotransmissores. Suas fontes são: gérmen de trigo, banana, leite, peixe, ovos, carne e miúdos. As manifestações clínicas englobam irritabilidade, alterações de pele, neurite periférica e convulsões.

QUANDO PENSAR? Populações com escassez de alimentos, insuficiência renal crônica, uso de medicações antagonistas como isoniazida, hidralazina, cafeína, penicilamina.

BIOTINA (B7): participa de reações na gliconeogênese, metabolismo de ácidos graxos e aminoácidos. Tem como fontes as vísceras, soja, gema de ovo, aveia, nozes, amendoim e peixes. O quadro clínico da deficiência inclui dermatite perioral, anorexia, palidez, alopécia, ataxia, e deficiência intelectual.

QUANDO PENSAR? Erro inato do metabolismo com deficiência de biotinidase (o que leva à depleção da biotina endógena), nutrição parenteral prolongada sem reposição de biotina, uso de anticonvulsivantes (carbamazepina e primidona), consumo de clara de ovo crua (na clara de ovo existe avidina que inibe a absorção de biotina).

ÁCIDO FÓLICO (B9): participa da síntese de ácidos nucleicos, sendo elemento importante na divisão celular, atua no equilíbrio das funções neurológicas e amadurecimento das hemácias e leucócitos. Tem como fontes feijão, vísceras, folhas verde-escuras, leite, ovos. O quadro clínico da deficiência pode incluir desde defeitos de fechamento do tubo neural, anemia megaloblástica e alterações nas séries branca e plaquetária, esplenomegalia, déficit de memória.

QUANDO PENSAR? Síndromes disabsortivas; uso de medicações (metotrexate, trimetoprim, pirimetamina, fenobarbital, fenitoína), álcool; anemias hemofílicas, SIDA, neoplasias, doenças hepáticas, uso de leite de cabra.

COBALAMINA (B12): essencial no metabolismo dos carboidratos e lipídios. Interage também com o folato contribuindo para a manutenção dos seus níveis celulares. Assim, a vitamina B12 constitui elemento essencial para a produção de tecido nervoso e de células sanguíneas. Tem como fontes as carnes, o fígado, rins, leite, peixes e ovos. O quadro clínico da deficiência inclui a anemia megaloblástica, parestesia em membros inferiores e mãos, distúrbios psiquiátricos e dificuldades de locomoção.

QUANDO PENSAR? Dietas vegetarianas restritas, anemia perniciosa, síndrome de má absorção, cirurgias bariátricas, interações medicamentosas (sulfadiazina, trimetropim, pirimetamina) e infestação por Diphyllobothrium latum (tênia do peixe).

É médico e quer fazer parte do time de colunistas da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autora:

 

Referências:

  • KLIEGMAN, R.M. et al. Nelson – Tratado de Pediatria . Volume 1, 18ª edição. Rio de Janeiro:Elsevier, 2009.
  • LONGO, D.L et al. Medicina Interna de Harrison. Volume 1, 18ª edição. Porto Alegre:AMGH, 2013.
  • WEFFORT,V.R.S. & LAMOUNIER, J.A. Nutrição em Pediatria – da neonatologia à adolescência. 2ª edição. Barueri: Manole, 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.