Coronavírus

Deltacron: uma nova variante do coronavírus ou erro de laboratório? 

Tempo de leitura: 4 min.

Um professor de ciências biológicas da Universidade do Chipre anunciou (8/1) uma possível convergência da assinatura genética da variante Ômicron do novo coronavírus, em genomas da variante Delta. 

Segundo Leondios Kostriki, a origem da suposta nova variante poderia ser um paciente contaminado pelas duas cepas, de forma simultânea. A partir da interação de ambas no organismo infectado, teria surgido a Deltacron. 

Em uma entrevista, o professor afirmou que atualmente existem coinfecções ômicron e delta, e que essa cepa pode ser uma combinação dessas duas. A partir da comunicação do pesquisador surgiram dúvidas se estaríamos mesmo diante de uma nova variante do vírus. 

O mais curioso é que alguns especialistas consideram que a Deltacron pode ser um erro causado pela contaminação das amostras em laboratório. 

Uma jornalista de 26 anos, moradora de Belo Horizonte, foi diagnosticada com a possível nova variante do vírus da Covid-19. A jovem é uma das 25 pessoas no mundo diagnosticadas com a nova cepa. 

Para voltar para o Brasil, a jornalista fez o teste e, devido à confirmação positiva, sua passagem foi adiada. A jovem começou a apresentar sintomas como febre, tosse e dor de garganta, e precisou ficar de quarentena. 

De acordo com informações veiculadas na imprensa, a brasileira já recebeu duas doses da vacina e passa bem.

Saiba mais: Covid-19: o que são e o que falta para termos autotestes disponíveis?

O que se sabe sobre a Deltacron 

Como a cepa é nova e ainda precisa de confirmação oficial, pouco se sabe sobre qual seu potencial de transmissibilidade ou até mesmo sobre a gravidade causada pela variante. 

As descobertas vieram depois que as amostras foram processadas e passaram por diversos procedimentos de sequenciamento. Em um comunicado para a imprensa, os cientistas responsáveis negaram a existência de algum erro ou caso de contaminação no laboratório e defenderam a formação natural da nova cepa. 

Os sintomas da suposta nova variante seriam praticamente os mesmos das outras variantes e do próprio vírus da Covid-19, semelhantes ao da gripe e resfriado: cefaléia, febre, coriza, dor de garganta, espirro e tosse seca. 

O que diz a OMS 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta quinta-feira (13/1) que a informação que a Deltacron não seria a combinação conjunta das variantes Delta e Ômicron. 

“Na verdade, achamos que se trata do resultado da contaminação que aconteceu durante o processo de sequenciamento”, disse a líder técnica da Covid-19 da OMS, Maria Van Kerkhove, que complementou esclarecendo que é possível que um indivíduo seja infectado com diferentes variantes do novo coronavírus. 

A líder técnica da OMS também afirmou que houve exemplos de coinfecção, em que as pessoas foram infectadas com influenza e Covid-19 durante a pandemia.

Leia também: Ministério da Saúde reduz isolamento para sete dias em casos leves de Covid-19

“Houve uma revisão sistemática recente que analisou a prevalência dessa coinfecção por Covid-19 e influenza. Eles também verificaram se as pessoas tinham ou não doenças mais graves”, disse Maria Van Kerkhove, acrescentando que a revisão descobriu que a coinfecção não aumenta a gravidade da enfermidade.  

“Não vamos usar palavras como Deltacron, flurona ou flurone, por favor. Essas palavras implicam combinação de vírus/variantes e isso não está acontecendo”, tuitou a líder técnica da OMS.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED 

Referências bibliográficas:

Compartilhar
Publicado por
Úrsula Neves

Posts recentes

A associação covid-19 e diabetes mellitus gestacional aumenta o risco de desfechos desfavoráveis

Diabetes mellitus gestacional é uma das intercorrências clínicas mais comuns na gravidez. Dados estimam uma…

41 minutos atrás

Identificada em São Paulo subvariante inédita da covid-19

Uma subvariante da covid-19 ainda não catalogada em outras partes do mundo foi encontrada no…

2 horas atrás

Guia Prático: Construção da Carreira [Mês da Enfermagem]

Este guia foi construído com o objetivo de auxiliar o profissional enfermeiro em sua jornada…

3 horas atrás

Cannabis na prática clínica: além da epilepsia

O interesse científico em torno do uso na cannabis na prática clínica aumentou nos últimos…

4 horas atrás

Nefrologia: 3 vídeos que podem te ajudar na rotina médica

Como fazer reposição correta de potássio? Diálise previne nefropatia por contraste? Tire essas e outras…

17 horas atrás

Atualização sobre diagnóstico e manejo da colecistite aguda

Um dos diagnósticos mais frequentes de abdome agudo inflamatório nas emergências cirúrgicas é a colecistite…

18 horas atrás