Pediatria

Desigualdades na realização dos testes de triagem neonatal no Brasil

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

O programa de triagem neonatal é um componente de políticas públicas em vários países e refere-se à identificação de doenças ou distúrbios na criança desde o nascimento até o 28º dia de vida, permitindo seu tratamento ou manejo precoce. O objetivo é fornecer melhor prognóstico para os neonatos diagnosticados com um determinado problema de saúde, prevenindo ou mitigando distúrbios futuros e diminuindo a morbimortalidade.

No Brasil, o Programa Nacional de Triagem Neonatal recomenda que o recém-nascido (RN) receba alta hospitalar após realizar os testes do reflexo vermelho (teste do olhinho) e o teste do coraçãozinho. A realização do teste do pezinho é recomendada entre o terceiro e o quinto dia de vida do RN e o teste da orelhinha deve ser realizado no primeiro mês de vida do bebê.

No mundo todo, apenas 1/3 dos RN são submetidos a esta triagem. Isso porque diversos outros países não possuem programas nacionais para a triagem neonatal. No Brasil, em 2013, houve uma cobertura, no país, de 83%, diferente de outros países da América Latina, como Uruguai, Chile e Cuba, que cobriram mais de 99% de seus RN com políticas de triagem neonatal em 2015.

Visando à identificação da prevalência e de fatores associados à realização dos testes do pezinho, da orelhinha e do plhinho no Brasil, Mallmann, Tomasi e Boing (2019) conduziram o estudo Neonatal screening tests in Brazil: prevalence rates and regional and socioeconomic inequalities, publicado no Jornal de Pediatria, da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Leia também: Dia Nacional do Teste do Pezinho: conheça esse exame que salva vidas

Estudo sobre a triagem neonatal

Foi realizado um estudo transversal analítico de base populacional. Este estudo analisou os dados de 5.231 pacientes pediátricos com menos de dois anos de idade participantes da Pesquisa Nacional de Saúde (2013). Prevalências e intervalos de confiança (IC) de 95% realização dos três testes de triagem neonatal, em qualquer período, e sua associação com as regiões do país, cor/raça, plano de saúde e renda domiciliar per capita foram descritos. Os autores utilizaram modelos de regressão logística. Foram calculados os odds ratio incorporando-se os pesos amostrais.

Resultados

Os autores relataram os seguintes resultados.

Prevalência de realização dos testes em qualquer momento da vida da criança:

  • Teste do pezinho – 96,5%;
  • Teste da orelhinha – 65,8%;
  • Teste do olhinho – 60,4%.

Mais da autora: Hospital Amigo da Criança e os dez passos para o sucesso do aleitamento materno

A realização dos três testes foi significativamente maior entre:

  • Pacientes cujas mães/responsáveis referiram maior renda domiciliar per capita;
  • Pacientes residentes nas regiões Sul e Sudeste;
  • Pacientes que possuíam plano de saúde (p<0,001).

Não houve diferença estatisticamente significativa na realização dos testes segundo cor/raça (p > 0,05).

As mesmas desigualdades foram verificadas para a realização dos testes no período preconizado, com forte gradiente socioeconômico.

Conclusões

Mallmann, Tomasi e Boing (2019) concluíram que há desigualdades na realização dos testes de triagem neonatal no país. Os autores descreveram que também existem desigualdades na realização destes exames dentro dos prazos previstos pelas diretrizes do Governo e enfatizam que a garantia destes testes em um sistema universal e público como no Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro deveria promover a equidade e o acesso desses exames a toda a população.

Autor:

Referências bibliográficas:

  • Mallmann MB, Tomasi YT, Boing AF. Neonatal screening tests in Brazil: prevalence rates and regional and socioeconomic inequalities. J Pediatr (Rio J). 2019 Apr 19. pii: S0021-7557(18)30816-7.
Compartilhar
Publicado por
Roberta Esteves Vieira de Castro

Posts recentes

CDC atualiza recomendações sobre isolamento e quarentena na Covid-19. O que dizem os estudos?

O CDC atualizou suas recomendações sobre o isolamento e quarentena na Covid-19, o que vem…

39 minutos atrás

Contestando mitos: Cuidados paliativos podem aumentar a sobrevida

Os cuidados paliativos consistem numa abordagem que objetiva aliviar o sofrimento de portadores de doenças…

39 minutos atrás

A cirurgia bariátrica diminui o risco de câncer?

Estudo avaliou se submetidos à cirurgia bariátrica possuem uma diminuição da incidência de câncer comparada…

2 horas atrás

Oseltamivir: o que você precisa saber para a prática clínica

O surto de Influenza vivenciado em todo o país durante o começo do ano de…

3 horas atrás

Efeitos do exercício físico sobre a hipertensão arterial resistente

É consenso que a prática rotineira de exercício físico é de grande benefício para o…

4 horas atrás

Anticorpos contra o vírus SARS-CoV-2 podem estar presentes no leite humano até 6 meses após a vacinação

Estudo sugere que anticorpos específicos para SARS-CoV-2 podem estar disponíveis no leite materno por até…

5 horas atrás