Pediatria

Detecção precoce de intussuscepção em crianças com o uso de ultrassonografia point-of-care

Tempo de leitura: 2 min.

Em estudo retrospectivo, pesquisadores do departamento de pediatria da University of Ulsan College of Medicine, na Coreia do Sul, concluíram que a ultrassonografia point-of-care (point-of-care ultrasound – POCUS) pode ser útil na detecção precoce da intussuscepção. O estudo Point-of-care ultrasound may be useful for detecting pediatric intussusception at an early stage, de Jeong-Yong Lee e colaboradores, foi publicado no periódico BMC Pediatrics.

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Ultrassonografia point-of-care

Lee e equipe objetivaram verificar a utilidade do POCUS realizado por pediatras no departamento de emergência para detectar intussuscepção em um estágio inicial. Os pesquisadores realizaram então um estudo retrospectivo, que incluiu crianças com idades entre 1 mês a 6 anos com suspeita de intussuscepção clínica, submetidas ao POCUS no pronto-socorro pediátrico. O estudo foi realizado no período entre dezembro de 2016 a fevereiro de 2018.

Os critérios para a realização do POCUS foram definidos em padrões mais amplos: apresentar qualquer um de dor abdominal intermitente/irritabilidade ou fezes com sangue ou ≥ 2 sintomas entre dor abdominal inespecífica/irritabilidade, massa abdominal/distensão, vômito ou letargia. Os resultados do POCUS foram interpretados e categorizados como “negativos” ou “suspeitos” e um radiologista realizou um ultrassom confirmatório nos casos “suspeitos”.

Resultados:

  • Quinhentos e setenta e cinco exames POCUS de 549 pacientes foram analisados;
  • A idade média dos pacientes foi de 25,5 meses;
  • Entre os 92 casos “suspeitos” (16,0%), 70 (12,2%) tiveram confirmação do diagnóstico de intussuscepção;
  • O POCUS apresentou 100% de sensibilidade, 95,6% de especificidade e 97,8% de precisão;
  • Os pacientes com intussuscepção confirmada foram diagnosticados principalmente nos estágios iniciais, com duração média dos sintomas de 11,7 h;
  • A maioria dos pacientes (97,1%) foi tratada com sucesso pela redução pelo enema de ar;
  • Comparado com o grupo “não intussuscepção”, o grupo “intussuscepção” apresentou mais dor abdominal intermitente (P <0,001), mas menos vômitos (P = 0,001);
  • Os outros aspectos clínicos não mostraram diferenças entre os grupos.

Leia também: Ultrassom pulmonar: um grande aliado em tempos de pandemia pelo Covid-19

Limitações

  • Trata-se de um retrospectivo de centro único;
  • A maioria dos pacientes com resultados negativos no POCUS não teve confirmação de intussuscepção com ultrassonografia realizada por radiologista (radiologist-performed ultrasound – RADUS). A possibilidade de resultados falso-negativos poderia existir. Todavia, foram descartados pacientes sem intussuscepção e também seus prontuários foram revisados cuidadosamente em 84,8% dos casos; nenhum deles teve intussuscepção dentro de 48 horas após a saída do departamento de emergência;
  • Definir o início da intussuscepção com base na duração dos sintomas determinados pelos pais pode estar incorreto, embora os pesquisadores tenham descrito que checaram duas vezes o tempo presumido;
  • Os recursos médicos que não sejam o POCUS podem ter afetado os resultados do tratamento, o que pode potencialmente limitar a generalização dos resultados do estudo;
  • A experiência individual dos pediatras da emergência com a realização do POCUS não foi avaliada, assim como o custo-efetividade e a satisfação das crianças ou dos pais.

Mais da autora: Protocolo brasileiro para diagnóstico e manejo de pacientes pediátricos com Covid-19

Conclusão

Lee e colaboradores concluíram que o POCUS pode ser realizado por pediatras no departamento de emergência para detectar intussuscepção. Além disso, a realização do POCUS através da aplicação de critérios definidos para padrões mais amplos no pronto-socorro pode ajudar a detectar a intussuscepção em um estágio inicial, pois o quadro pode apresentar sintomas clínicos obscuros. Contudo, mais estudos prospectivos e multicêntricos são necessários.

Quer receber as principais novidades em Pediatria? Participe do nosso grupo do Whatsapp!

 

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Lee JY, Kim JH, Choi SJ, Lee JS, Ryu JM. Point-of-care ultrasound may be useful for detecting pediatric intussusception at an early stage. BMC Pediatr. 2020;20(1):155. Published 2020 Apr 13. doi:10.1186/s12887-020-02060-6
Compartilhar
Publicado por
Roberta Esteves Vieira de Castro

Posts recentes

A sustentação de carga ou mobilidade precoce após fraturas de tornozelo aumentam a chance de complicações?

As fraturas de tornozelo são lesões ortopédicas comuns, sendo tratadas, quando há indicação cirúrgica, com…

1 hora atrás

Qual a melhor opção de troca valvar aórtica em pacientes renais com estenose da valva?

Foi realizada uma análise de subgrupo para avaliar os desfechos da troca valvar cirúrgica e…

2 horas atrás

27 de setembro: Dia Nacional da Doação de Órgãos

O Dia Nacional da Doação de Órgãos visa conscientizar sobre a importância das doações e,…

3 horas atrás

Cirurgia bariátrica passa a ser classificada como eletiva essencial pelo Ministério da Saúde

A cirurgia bariátrica foi classificada como um procedimento eletivo essencial pelo Ministério da Saúde e,…

4 horas atrás

Uso de paracetamol durante a gestação deve ser cauteloso

Estudo analisou as repercussões do uso de paracetamol durante a gravidez e seus potenciais efeitos…

5 horas atrás

Doação de órgãos no Brasil: como estamos caminhando durante a pandemia?

O mês de setembro é conhecido como “setembro verde” por incentivar a doação de órgãos…

6 horas atrás