Enfermagem

Dezembro laranja: câncer de pele e a importância da conscientização

Tempo de leitura: 4 min.

Durante o dezembro laranja, celebramos o combate e a conscientização sobre os riscos do câncer de pele. As cúpulas do Congresso Nacional estão iluminadas com a cor laranja e a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), apoiada por outras classes profissionais, espera contribuir para ter uma população conscientizada sobre os riscos e consequências de se ter um câncer de pele, sobre a necessidade do uso de proteção solar, diagnóstico precoce e possibilidades de tratamento para o câncer.

Leia também: Prevenção dos efeitos da exposição solar em crianças

Conscientização

A mensagem central da campanha do câncer de pele de 2021 é: “Adicione mais fator de proteção ao seu verão”, nesse sentido devemos ter consciência dos fatores de risco e orientar à população todas as estratégias de prevenção, como: respeitar os horários indicados para exposição ao sol (evitar exposição solar entre 10h e 16h), uso de filtro solar adequado e com Fator de Proteção Solar (FPS) acima de 30, uso de adornos como óculos e chapéus de proteção, roupas escuras, de mangas compridas e com fator de proteção Ultra Violeta (UV), bem como o uso de guarda-sol.

A grande preocupação dos especialistas e da SBD é que com a vacinação em dia, a retomada das atividades de lazer, diminuição da adesão ao isolamento social por causa da Covid-19, retorno da ocupação das praias e o sucesso do veraneio, os casos se intensifiquem. Por isso é importante que estejamos atentos e as estratégias de prevenção sejam reforçadas.

Estudo realizado no Reino Unido no Northern Cancer Network identificou que durante o período de pandemia da Covid-19, houve uma diminuição de 68,61% de diagnósticos de câncer de pele, em que de 3.619 casos pré-pandemia, houve uma queda para 1.136 durante a pandemia. Além disso, houve uma consequente redução no tempo de espera desde o encaminhamento até a consulta médica.

Saiba mais: Como orientar seu paciente sobre a exposição solar?

A pele é o maior órgão do corpo humano e precisa de proteção, dados divulgados pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima para o triênio 2020/2022 185.380 novos casos de câncer de pele melanoma e não melanoma, sendo as mulheres as mais afetadas pela patologia, com 97.410 casos previstos, enquanto os homens com 87.970.

Ajuda profissional

Além da prevenção, é importante que em casos de aparecimento de pintas suspeitas, procure-se um profissional da saúde, contudo, o método ABCDE auxilia para que o próprio paciente possa realizar seu “autoexame” e fornece ao profissional de saúde, indicativos para uma melhor avaliação e diagnóstico clínico por parte do médico. Porém, cabe lembrar que o “autoexame” não substitui a avaliação do profissional.

As orientações deste método observam características e alterações de pintas e manchas que aparecem no corpo. O que observar a partir do método (ABCDE):

  • Assimetria – A pinta tem formato irregular? Se a resposta for sim é um sinal de alerta. A assimetria da pinta pode retratar malignidade e um tratamento deve ser iniciado (procure um dermatologista);
  • Bordas – As bordas são irregulares? Se sim este também é um indicativo de malignidade (procure um dermatologista);
  • Cor – A coloração da pinta/mancha é uniforme ou tem mais de um tom? Se tiver mais de uma cor é um achado que pode ser prejudicial ao paciente (procure um dermatologista);
  • Dimensão – A pinta/mancha tem mais de 6 milímetros? Se sim ela necessita de máxima atenção (procure um dermatologista o mais rápido possível);
  • Evolução – A pinta/mancha mudou de tamanho, de cor ou formato com o passar do tempo? Se sim este pode ser um sinal de câncer de pele (procure um dermatologista).

Ou seja, deve-se atentar para pintas irregulares, com cores variadas e com crescimento desordenado, nestes casos, é importante buscar ajuda profissional e também lembrar que o cuidado com a pele não deve ser intensificado somente no mês de dezembro.

Vale ressaltar que no Sistema Único de Saúde (SUS) a Atenção Básica é a porta de entrada e deve acolher o paciente de forma integral, atendendo-o com transparência e determinando os encaminhamentos e a melhor opção de tratamento. Nesta linha de raciocínio, a Associação Britânica de Dermatologistas (BAD) alerta para a importância do acolhimento/diagnóstico precoce e da redução do tempo de espera para os atendimentos e coloca o serviço de telemedicina/teledermatologia como uma importante ferramenta para a triagem e agilização do processo.

Por fim, saibamos que a educação é a melhor forma de prevenir o câncer de pele e que a enfermagem tem um papel social fundamental nessa estância, assim como as outras profissões da área da saúde. Como diz Pedro Bial “filtro solar, nunca deixe de usar filtro solar, se eu pudesse dar só uma dica sobre o futuro seria essa: use filtro solar. Os benefícios a longo prazo do uso de filtro solar estão provados e comprovados pela ciência”.

Em colaboração com Paulo Fuculo Junior¹

¹ Enfermeiro pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Mestre em enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Aluno do curso de doutorado da UFSC e do curso de especialização em enfermagem dermatológica (UniBF). Membro efetivo do Laboratório de Pesquisas e Tecnologias em Enfermagem e Saúde à Pessoas em Condição Crônica (NUCRON/UFSC) e do Grupo  de Extensão Enfermagem Dermatológica em Condições Crônicas de Saúde (EDCCS). Vice-diretor da Regional SC da Sociedade Brasileira de Enfermagem em Feridas e Estética (SOBENFeF).

Referências bibliográficas:

Compartilhar
Publicado por
Liziane Barros

Posts recentes

Whitebook – Doença da Arranhadura do Gato (DAG)

A DAG é desenvolvida pelo contato da pele humana com as unhas ou a língua…

1 dia atrás

Vaginose bacteriana: como identificar e abordar essa condição?

A vaginose bacteriana (VB) é a causa mais comum de corrimento vaginal em mulheres na…

2 dias atrás

Mais de 30 conteúdos novos no Whitebook; confira

Esta semana, o Whitebook ganhou 33 conteúdos novos. Além disso, 170 foram atualizados. Veja os…

2 dias atrás

Explorando emoções e percepções do paciente

Na terceira publicação da série Comunicação Médica, abordamos a importância da valorização das emoções na…

2 dias atrás

Informe-se sobre o piso salarial da enfermagem

A lei 14.434 institui o piso salarial de enfermagem, para enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares…

2 dias atrás

Hemorragia pós-parto: Quais são os fatores de risco para falha do tamponamento intrauterino?

Um trabalho revisou quais fatores poderiam facilitar a falha do tamponamento por balão em pacientes…

2 dias atrás